questões de fim de ano

As 20 histórias mais lidas da piauí em 2017

Do filme sobre Olavo de Carvalho ao WhatsApp do MBL, as reportagens que mais atraíram leitores ao site da revista neste ano

21dez2017_18h42
Publicada em junho, reportagem sobre Olavo de Carvalho (na foto, em uma igreja na Virgínia) foi a que obteve maior tempo médio de leitura no site da <b>piauí</b> em 2017
Publicada em junho, reportagem sobre Olavo de Carvalho (na foto, em uma igreja na Virgínia) foi a que obteve maior tempo médio de leitura no site da piauí em 2017 FOTO: JOSIAS TEÓFILO

Dentre todas as histórias publicadas no site da piauí em 2017, esta lista destaca as que mais conseguiram prender a atenção dos leitores. O termômetro aqui não foram os cliques ou a audiência, mas sim o tempo médio de leitura em cada texto. É, afinal, um bom objetivo: que o visitante venha e fique. Como resultado, temos uma lista variada. Abrange um ensaio de Fernando Haddad sobre sua experiência na prefeitura de São Paulo no pós-junho de 2013; um relato de Jotabê Medeiros, biógrafo de Belchior, a respeito dos anos em que o músico viveu em um mosteiro capuchinho no interior do Ceará; e uma reflexão do ex-correspondente do New York Times Simon Romero sobre como a BR-163, que cruza o Brasil do Rio Grande do Sul ao Pará, com sua mistura de perigo e fascínio, pode simbolizar o futuro do país.

Em ano que sucedeu o impeachment de uma presidente e em que quase vimos o atual mandatário cair, reportagens sobre política – principalmente as que tratam da operação Lava Jato – despertaram muito interesse. As duas histórias mais lidas do ano, aliás, refletem não só a polarização do debate nas redes sociais, mas a exigência de investigar essas mídias. Em “Aos inimigos, obrigado”, o repórter João Brizzi contou como o boicote e o escárnio da esquerda a um filme sobre o filósofo conservador Olavo de Carvalho só resultou em salas de cinema cheias pelo paísJá em “O grupo da mão invisível”, Bruno Abbud revelou – a partir de dois meses de mensagens em um grupo de WhatsApp do MBL – como os líderes do movimento atuaram para enfraquecer o PSDB, e elucidou como se dá parte de seu financiamento. 

No conjunto dos textos mais lidos, sobressaem-se reportagens de peso. Consuelo Dieguez revelou, em “Jogo sujo na Oi”, espionagem e ameaças de morte na briga pela maior operadora de telefonia fixa do Brasil. Malu Gaspar e Emily L. Mahoney, numa parceria entre a piauí e o Miami Herald, mostraram em “O rei Arthur” quem é o empresário Arthur Soares, que, envolvido na Lava Jato e acusado de comprar votos para eleger o Rio como sede da Olimpíada, passou a viver em um exílio de luxo em Miami. Um tipo de jornalismo, afinal, que vale a pena. E há muito mais. Eis a lista.

1. "AOS INIMIGOS, OBRIGADO"

 

Boicotado em festivais e achincalhado pela esquerda, o filme que trata da obra do filósofo conservador Olavo de Carvalho arrecadou 315 mil reais – o maior crowdfunding da história do cinema nacional – e vem enchendo sessões em todo o país

 

2. O GRUPO DA MÃO INVISÍVEL
Dois meses de conversas no WhatsApp do MBL[piaui_image alinhamento="Centralizado" credito="ILUSTRAÇÃO: JOÃO BRIZZI / FOTO ORIGINAL: BRUNO POLETTI_FOLHAPRESS" imagem="340355"]

 

3. “TOUCHDOWN DA ZELOTES
Como a liga de futebol americano capitaneada pelo filho de Lula foi abalroada pela Polícia Federal

 

4. “HÁ UM ANO
Livro inédito de assessor relata as primeiras horas de Dilma Rousseff depois de saber do seu afastamento da Presidência da República

 

5.“JOGO SUJO NA OI
Espionagem, chantagem, ameaças de morte. Vale tudo pela conquista da maior operadora de telefonia fixa do Brasil

 

6. “O OSTRACISMO DO MAIOR REVOLTADO ONLINE
De caçador de pedófilo na internet a extremista digital pelo impeachment de Dilma Rousseff, Marcello Reis xingou, berrou, ameaçou e sumiu

 

7. “O REI ARTHUR
Intocado pela Lava Jato, brasileiro acusado de comprar votos para eleger o Rio sede da Olimpíada vive exílio de luxo em Miami

 

8. “O CÉU É O LIMITE
Os movimentos do camaleônico ministro da Saúde, Ricardo Barros, para fazer de sua família a nova oligarquia do Paraná

 

9. “'NÃO ESPERE DE MIM COMISERAÇÃO. NÃO É MEU ESTILO'
Inocentada pela Justiça quatro anos depois de ter sido acusada de matar pacientes em uma UTI em Curitiba, a médica Virgínia Soares de Souza reflete sobre o passado, o futuro e os efeitos da cannabis

 

10. “VIVI NA PELE O QUE APRENDI NOS LIVROS
Um encontro com o patrimonialismo brasileiro[piaui_image alinhamento="Centralizado" credito="FOTO: PAULO FRIDMAN_CORBIS HISTORICAL_GETTYIMAGES" imagem="340365"]

 

11. “O BISPO E OS BICHEIROS
Os contraventores do Carnaval carioca ajudaram a eleger o prefeito Marcelo Crivella. Estão arrependidos

 

12. “A ESTRADA
Combinação de progresso e espanto, de promessa e perigo, o que a esburacada e enlameada BR-163 me ensinou sobre o Brasil[piaui_image alinhamento="Centralizado" credito="FOTO: SIMON ROMERO" imagem="340367"]

 

13. “O HOMEM DA DELAÇÃO
Quem é o advogado escolhido por Palocci para entregar o PT

 

14. “ELES VÃO JULGAR LULA
Quem são os desembargadores responsáveis pelo futuro do ex-presidente condenado na Lava Jato

 

15. “UM GOLPE DE MESTRE
Como os donos da JBS prepararam uma delação que os deixou de mãos livres e bolsos cheios

 

16. “O CLAUSTRO
O relato dos três anos em que Belchior viveu em um mosteiro[piaui_image credito="FOTO: ARQUIVO PESSOAL" imagem="340368"]

 

17. “36 HORAS NO EDIFÍCIO SOLARIS
Quatro dias antes do depoimento do ex-presidente ao juiz Sérgio Moro, a rotina no prédio que ficou conhecido como o tríplex do Lula

 

18. “DE VICE EM VICE
A precoce movimentação dos tucanos paulistas para fazer de Bruno Covas um prefeito decorativo, caso João Doria decida disputar a Presidência da República

 

19. “CAPITAL DA REAÇOLÂNDIA
Cidade no interior do Paraná causa polêmicas com defesa de um novo golpe militar, proibição do voto a beneficiários do Bolsa Família e vereador que quer prender Pabllo Vittar

 

20. “OPERAÇÃO LIMPEZA
Como funciona a máquina de contraespionagem anti-Lava Jato no Senado

Leia também

Últimas Mais Lidas

“Tive Covid, e agora?”

Moradora da periferia de São Paulo relata como enfrentou a doença e as dificuldades para voltar ao trabalho

Na piauí_165

A capa e os destaques da revista de junho

O piloto, o PCC e o voo da morte

Como a investigação da Polícia Federal chegou a um personagem central num crime que abalou a cúpula da facção

Oxigênio e sobrevivência

Prioridades na Cinemateca Brasileira e na vida

Máscara, gás e pimenta

Epidemia amplia tensões sociais e eleva risco de confrontos

“Eu não aguento mais chorar!”

Fragmentos de revolta contra o assassinato de negros pela polícia explodem em manifestação no Rio

A Terra é redonda: Desnorteados

Hospitais saturados, indígenas ameaçados, desmatamento em alta: como a pandemia está afetando os povos e ecossistemas da Amazônia

Polícias fraturadas

PM adotou padrões de risco distintos ao coibir protestos deste domingo; na PF, fronteiras entre segurança e política são ainda mais tênues 

Bolsonaro seduz policiais militares com promessas, cargos e poder

Entre o capitão e os governadores, é preciso saber para onde irá a Polícia Militar

Mais textos