Na revista

piauí_121

Outubro_2016

ou
Ver Todas

anais da República

A organização

Como Marcelo Odebrecht chegou ao comando da maior empreiteira do país – e acabou na prisão

Malu Gaspar

tribuna livre da luta de classes

Reconstruir a esquerda

Um balanço crítico da experiência histórica e algumas ideias para o futuro

Ruy Fausto

memórias ludopédicas

A chuteira e o jaleco

Um craque entre o futebol e a medicina

Tostão

anais da imprensa

Parque de diversões

O Jornal do Brasil nos tempos do colunista Zózimo Barrozo do Amaral

Joaquim Ferreira dos Santos

anais da neurociência

Um cérebro sem lembranças

A disputa pelo legado de HM, o paciente que revolucionou a ciência da memória

Luke Dittrich

piauí herald

The piauhy Herald

A primeira edição do diário mais elegante do Brasil

Olegário Ribamar

despedida

O homem da prrrova

Morre um amigo da matemática brasileira

Bernardo Esteves

chegada

Calculando Drummond

Genro argentino deixa livro inédito sobre as rimas e a métrica do poeta mineiro

Lucas Ferraz

cartuns

cartuns

Laerte Coutinho

esquina

No pique

Um passeio de mountain bike com Celso Russomanno

Julia Duailibi

Sr. H vai ao Havaí

A mascote da primatóloga

Bernardo Esteves

Chicotadas em família

Mãe e filha num bar sadomasoquista

Antonio Mammi

Tortura nunca mais

O resgate de uma galinha

Roberto Kaz

Conexão tucupi

A garimpeira de sabores exóticos

Rafael Tonon

Paz com carabina

Paixão por bichos e tiros

Paula Sperb

Ofélia salta no breu

Uma trapezista cega em ação

Tiago Coelho

ficção

Uma novela policial

Era uma voz rouca. Muito distante. Um pouco diferente da anterior. Estranha mesmo

José Luiz Passos
MAIS: Boceta de pandora

colaboradores

Angeli [Capa] é cartunista da Folha de S.Paulo e colaborador da piauí.

 

Lucas Ferraz [Calculando Drummond] é jornalista em São Paulo.

 

Malu Gaspar [O príncipe caído], repórter da piauí, é autora do livro Tudo ou Nada: Eike Batista e a Verdadeira História do Grupo X, da Editora Record.

 

Laerte [Cartuns] é quadrinista. Publica diariamente na Folha de S.Paulo.

 

Tostão [A chuteira e o jaleco] é o apelido de Eduardo Gonçalves de Andrade, ex-jogador da Seleção Brasileira, médico, comentarista de futebol e colunista da Folha de S.Paulo. Trechos do livro Tempos Vividos, Sonhados e Perdidos: Um Olhar sobre o Futebol, que será lançado neste mês pela Companhia das Letras. Caricatura de Cassio Loredano.

 

Olegário Ribamar (Nonô, in memoriam) [The piauhy Herald], intelectual piauhyense, foi o mais excelso hommem de imprensa que este Paiz deveras teve.

 

Ruy Fausto [Reconstruir a esquerda], professor emérito da USP, é doutor em filosofia pela Universidade Paris I. Publicou, entre outros livros, Marx: Lógica e Política, Investigações para uma Reconstituição do Sentido da Dialética, em três volumes. É um dos editores da revista eletrônica Fevereiro. Desenho de Roberto Negreiros.

 

José Miguel Wisnik [Boceta de Pandora], músico, compositor, ensaísta e professor de literatura na USP, é autor de, entre outros,Veneno Remédio: o Futebol e o Brasil, pela Companhia das Letras.

 

Luke Dittrich [Um cérebro sem lembranças] é jornalista. Adaptação do livro Patient H. M.: A Story of Memory, Madness and Family Secrets, lançado pela Random House em 2016 e inédito no Brasil. Tradução de Sergio Tellaroli. Quadrinhos de Jorge Cham e Dwayne Godwin, originalmente publicados na revista Scientific American.

 

Joaquim Ferreira dos Santos [Parque de diversões], escritor e jornalista carioca, trabalhou na revista Veja, no Jornal do Brasil e n’O Globo. Capítulo de Enquanto Houver Champanhe, Há Esperança: Uma Biografia de Zózimo Barrozo do Amaral, que será lançada em novembro pela Intrínseca.

 

José Luiz Passos [Uma novela policial] é escritor, professor e tradutor pernambucano. Publicou O Sonâmbulo Amador pela Alfaguara em 2012. Desenho de Pedro Franz.

 

Bernardo Esteves [O homem da prrrova], repórter da piauí, publicou Domingo É Dia de Ciência pela Azougue.

 

Ilustrações de Esquina por Andrés Sandoval.