Festival Piauí GloboNews de jornalismo

Em vídeo: melhores momentos do Festival Piauí

Assista a trechos de cada uma das nove mesas da programação do evento, que reuniu jornalistas de várias partes do mundo em São Paulo

09out2017_14h17
FOTO: TUCA VIEIRA

Pós-verdade, fake news, fact-checking, mídias sociais, podcasts e perseguição a jornalistas. O Festival Piauí GloboNews de Jornalismo, que ocorreu neste fim de semana em São Paulo, teve em seu cardápio temas relativos à produção de conteúdo no contexto da internet e à liberdade de imprensa em meio à instabilidade política.

Abaixo, uma seleção de trechos das nove mesas com jornalistas estrangeiros convidados. Veja também como foi a cobertura da programação de sábado e de domingo.

1. Samuel Laurent, diretor do Les Décodeurs, seção de checagem do Le Monde, fala sobre “Fake News x Debate de Gênero”.

2. Ryan Lizza, um dos principais repórteres de política da The New Yorker, fala sobre a cobertura jornalística das declarações de Donald J. Trump no Twitter.

3. Um recado da jornalista Gülsin Harman, do país que mais prende jornalistas no mundo, a Turquia.

4. Nathalie Alvaray, da Univision, comenta como é entrevistar um integrante da Ku Klux Klan. Em vídeo que mostrou em seu painel durante o primeiro dia do Festival, um supremacista branco diz querer “queimar” uma repórter negra.

5. Steve Coll, reitor da Escola de Jornalismo da Universidade Columbia, fala sobre como vazamentos, em um contexto de ataques contra o jornalismo, podem garantir transparência democrática.

6. A jornalista russa Yevgenia Albats, editora-chefe da revista The New Times, diz acreditar que Putin hackeou as eleições americanas, e explica o motivo.

7. Michael Oreskes, da rádio pública americana NPR, diz que não devemos aceitar a era da pós-verdade.

8. O que é um podcast? Quais são os temas mais quentes? Qual a melhor linguagem? Qual a faixa etária da audiência e como ela se comporta? Jacob Weisberg, a voz de um dos podcasts de maior sucesso nos EUA, o Trumpcast, da Slate.com, ensina.

9. O jornalismo está preso a sua própria bolha? O repórter David Fahrenthold, vencedor do prêmio Pulitzer 2017 de reportagem nacional, responde.

Leia Também

Últimas Mais Lidas

Acompanhe a transmissão ao vivo da segunda Maratona Piauí CBN de Podcast

Encontro está sendo transmitido em áudio e em vídeo nos sites e redes sociais da piauí e da CBN

A história e os bastidores do Foro de Teresina

Apresentadores relembram início do programa, que completa um ano esta semana

Conteúdo patrocinado e anunciantes estão entre os principais modelos de financiamento

Diretor da CBN diz que programas em áudio são caminho para formar novos ouvintes

Interação com o público ajuda a ganhar e manter audiência

Fidelidade de ouvintes pode se transformar em financiamento coletivo e ajudar a manter podcasts

Os desafios e a rotina de contar histórias em podcast

Roteiro capaz de amarrar narrativas é segredo para um bom programa; dificuldade de financiamento é cotidiana

Mais textos
1

Brasil mais longe da Europa

“Efeito Bolsonaro” afasta turistas europeus e prejudica negócios

2

Fala grossa e salto fino

As façanhas de Joice Hasselmann, do rádio ao Congresso

3

Mitificação de Eduardo, demonização da esquerda

Em evento bolsonarista, filho do presidente e ministros apresentam rivais como mal radical, em sintoma da deterioração democrática no país

5

O novo Posto Ipiranga

Ex-capitão do Exército transformado em ministro da Infraestrutura cresce no Twitter e na agenda positiva do governo Bolsonaro 

6

O mundo sem a Amazônia

Modelo climático prevê efeitos da conversão da floresta em pasto: diminuição de 25% das chuvas no Brasil e aumento da temperatura, com prejuízo "catastrófico" para agricultura e produção de energia

7

Um bicheiro no centro do poder

A rede de assassinatos, amizades e dinheiro que cerca Jamil Name no Mato Grosso do Sul

8

Letra preta

Os negros na imprensa brasileira

9

Moro em queda livre

Ministro e seu pacote anticrime perdem espaço no governo, no TCU e no Twitter

10

A volta do concurso literário mensal da piauí

Além da frase “Eduardo, meu filho, esse hambúrguer é orgânico?” o texto de outubro deve ter o seguinte ingrediente improvável: 'Oswaldo Montenegro'