rádio piauí

Foro de Teresina #2: As chances de Ciro, o desmanche da Venezuela e uma encrenca chamada Bolsonaro

No podcast de política da piauí, Fernando de Barros e Silva, Malu Gaspar e José Roberto de Toledo discutem a campanha presidencial no Brasil e a eleição de Nicolás Maduro

24maio2018_16h58
Enquanto Ciro testa novas vestes, Maduro intensifica golpe a conta-gotas na Venezuela e Bolsonaro impõe desafio ao jornalismo.
Enquanto Ciro testa novas vestes, Maduro intensifica golpe a conta-gotas na Venezuela e Bolsonaro impõe desafio ao jornalismo. ILUSTRAÇÃO: PAULA CARDOSO

Em seu segundo episódio, o Foro de Teresina debate as razões que têm impulsionado a pré-campanha de Ciro Gomes, o colapso do “petropopulismo” e a agonia da democracia venezuelana, e, por fim, as dificuldades que uma candidatura como a de Jair Bolsonaro, que flerta com o fascismo, colocam para a imprensa.

Bloco 1: As chances de Ciro
Ciro Gomes vive hoje seu melhor momento desde o início da pré-campanha eleitoral. O político evoca o lulismo ao flertar com um possível vice ligado à indústria, busca se desvincular do PT e, mesmo assim, consegue seduzir correntes do partido. Ainda sem uma base fixa no espectro político, no entanto, ele pleiteia diferentes matizes ideológicas e periga ser traído pelas próprias oscilações.

Bloco 2: Um golpe a conta-gotas de petróleo
Reeleito por um pleito esvaziado, Nicolás Maduro não teve tempo de celebrar a vitória chavista antes de ser atingido por novas sanções dos Estados Unidos e um congelamento diplomático inédito feito pelas potências do Ocidente. A economia venezuelana, acometida por uma inflação de quatro dígitos, lida hoje com os reflexos de um intervencionismo que, a depender da recente alta nos preços do petróleo, pode ainda tomar novas formas.

Bloco 3: Fascismo e democracia nas trincheiras do jornalismo
A extrema direita aterrissa de forma alarmante nas eleições e impõe, à moda Trump, um desafio à imprensa brasileira. Respaldado por uma fatia relevante das intenções de voto, o discurso antidemocrático de Bolsonaro é encarado com hesitação pela grande mídia e ecoa os traumas da experiência americana – quando, pelo absurdo exótico de suas palavras, o candidato republicano foi favorecido por bilhões de dólares em mídia espontânea.

Quer ouvir os episódios anteriores? Clique aqui.

Você também pode ouvir o podcast em outras plataformas:

 Spotify: clique aqui.

 iTunes: clique aqui.

 SoundCloud: clique aqui.

 YouTube: clique aqui.

Resultado de imagem para stitcher icone  Stitcher: clique aqui.

Resultado de imagem para rss  Feed: é possível acompanhar o Foro de Teresina por outros agregadores. Para isso, o RSS do podcast é http://forodeteresina.libsyn.com/rss

 

Está tendo dificuldades para ouvir o podcast? Confira o nosso guia.

Ficha técnica:
Apresentação: Fernando de Barros e Silva, José Roberto de Toledo e Malu Gaspar
Direção: Paula Scarpin
Produção: Luiza Miguez e Luigi Mazza
Edição: Filipe di Castro
Finalização e mixagem: João Jabace
Música tema: Wânya Sales e Beto Boreno
Identidade visual: João Brizzi
Distribuição: Kellen Moraes
Gravado no estúdio da Rádio Batuta, no Instituto Moreira Salles

mais rádio piauí

Últimas Mais Lidas

Maria vai com as outras #10: Fim da temporada – Divisão sexual do trabalho

No último episódio desta temporada, a jornalista e escritora Rosiska Darcy de Oliveira fala...

Foro de Teresina #22: O arrastão da direita, a derrota da mídia tradicional e o favoritismo de Bolsonaro

O podcast de política da piauí analisa a corrida presidencial após o primeiro turno

Maria vai com as outras extra: ao vivo no Foro de Teresina

Ouça a participação de Branca Vianna no podcast de política da piauí; o bloco...

Foro de Teresina ao vivo: ouça todos os blocos

Programa especial do primeiro turno está disponível para os ouvintes

Saiba como foi o Foro de Teresina especial do primeiro turno

Jornalistas da piauí acompanharam a apuração do primeiro turno por seis horas ao vivo

Foro de Teresina extra: tensão na reta final

Às vésperas do primeiro turno, o podcast de política da piauí analisa o cenário...

Foro de Teresina #21: Moro volta à cena, o efeito bumerangue do #EleNão e o segundo turno antecipado

O podcast de política da piauí analisa a corrida presidencial a poucos dias do...

Foro de Teresina terá edição ao vivo na apuração dos votos do primeiro turno

Programa será transmitido em vídeo no domingo, 7 de outubro, a partir das 17...

Foro de Teresina #20: O segundo turno já começou, ameaças à democracia e a dura vida dos governadores

O podcast de política da piauí discute os fatos mais recentes da corrida eleitoral

Maria vai com as outras #9: Sexo como ganha-pão

A prostituta de luxo Livia Rodrigues, a dona de uma sex shop para lésbicas...

Mais textos
1

Os formadores da onda

SuperPop, comunismo e Lava Jato: sete eleitores de uma mesma família no Rio de Janeiro enumeram as razões por que votam em Bolsonaro

2

O candidato do colapso

Poder de Bolsonaro nasceu da devastação social e dela dependerá

3

E se o Brasil sair do Acordo de Paris?

O que Bolsonaro precisa fazer para abandonar o tratado climático, e como o recuo ameaça a parceria comercial bilionária com a União Europeia

4

Vivi na pele o que aprendi nos livros

Um encontro com o patrimonialismo brasileiro*

5

A imprensa precisa fazer autocrítica

Foram anos tratando o inaceitável como controverso ou mesmo engraçado

6

Dois empresários paulistas contam por que estimulam Bolsonaro

Fundador da Tecnisa e dono de empresa de monitoramento de mídia marcam encontros entre pré-candidato e comunidade judaica de São Paulo. “Apoio quem seja contra a esquerda”, resume incorporador

7

O fiador

A trajetória e as polêmicas do economista Paulo Guedes, o ultraliberal que se casou por conveniência com Jair Bolsonaro

8

Deu no celular

Fim do lulismo, campanha via smartphone e a era da desinformação

9

Pelo porto de Santos, duas décadas de propinas

Relatório da Polícia Federal revela como Temer, um coronel aposentado, um arquiteto e um economista forjaram um esquema de desvios milionários que começou em 1995

10

Correndo riscos

Eficiente na campanha, o medo não serve a Bolsonaro para governar o país