Merval Pereira parte para Sierra Maestra

28nov2016_16h24

DUTY FREE – O colunista Merval Pereira embarcou ontem para Havana, de executiva, a fim de liderar uma revolução em prol da retomada da ordem e do progresso na ilha. “A censura comunista privou o povo cubano de ler minhas colunas no Globo por muito tempo! O país está tão atrasado que Romero Britto não pôde entregar pinturas com o rosto de Fidel Castro. Mas agora os raios da Liberdade hão de brilhar para todos. O caminho da vitória está aberto!”, bradou, enquanto desembainhava uma caneta desmanipuladora.

Assim que desembarcou em Havana, a caravana formada por Merval, Luiz Felipe Pondé, William Waack, Augusto Nunes e pelo recruta Kim Kataguiri partiu para Sierra Maestra. “Trouxemos repelente”, fez questão de frisar Kataguiri. “Nossa geração não poderia deixar passar essa oportunidade de desfazer a revolução com as próprias mãos”, argumentou Augusto Nunes, enquanto organizava sua tropa para formar uma roda em torno do inimigo. “Temos que endurecer sem perder a testosterona jamais”, completou Pondé.

Ciente da fragilidade de seu governo, Raul Castro negocia com José Serra a troca do ideal comunista por duas diretorias em Furnas.

Arquivo
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.