Trump concede cidadania americana a Big Brother que agrediu companheira em rede nacional

10abr2017_19h43

CURICICA – As brigas do casal Marcos e Emily, participantes do BBB 17, já provocaram milhares de comentários do público – muitos deles críticos à conduta abusiva do cirurgião plástico gaúcho – e uma investigação da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher. Nos Estados Unidos, no entanto, Marcos conta com um aliado poderoso. Neste domingo, Donald Trump anunciou em seu twitter que o participante do reality show seria muito bem-vindo em território americano: “Precisamos de médicos que saibam falar latino (sic) e lidar com mulheres. As chicanas são horrorosas. Tudo de que precisam são cirurgias plásticas. Você está contratado!”

Em depoimento no programa, Marcos se disse vítima do “linchamento da jihad feminista que pretende instalar o matriarcado de exceção na América Latina”.