Lula nega presença em foto feita antes de depoimento em Curitiba

11maio2017_16h24

SÃO BERNARDO DO CAMPO – Uma fotografia que registraria o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cercado por correligionários petistas – dez dos quais investigados pela Lava Jato – se tornou objeto de polêmica. Na manhã de hoje, Lula negou ser a figura ao centro do quadro, de terno cinza, gravata verde e amarela e chapéu vermelho. “Essa foto está assinada?”, perguntou o ex-presidente ao juiz Sergio Moro, que lhe mostrou a imagem em seu celular. Após a negativa de Moro, Lula retrucou: “Então não sou eu.”

O ex-presidente disse que esteve em Curitiba apenas uma vez, “para olhar um apartamento”, que não foi comprado por lhe parecer “com 500 defeitos”. A Encol, responsável pela construção do prédio que Lula visitou, sustenta que a unidade estava vinculada ao Oil Man, personagem muito conhecido das ruas de Curitiba, que anda de bicicleta coberto de óleo bronzeador. O Ministério Público Federal, por sua vez, afirma que o imóvel estava destinado a Inri Cristo e que o profeta seria laranja de Lula.

Ouvido, Inri Cristo, carpinteiro da região da Boca Maldita, alegou que o apartamento “era de seu pai”. A Polícia Federal fez buscas no imóvel para apurar se Inri Cristo falsificou documentos. O delegado responsável pelo caso declarou ter indícios de que ele e o pai são a mesma pessoa.