Rocha Loures pede para preservar cabelo e tê-lo aparado mensalmente por Celso Kamura

07jun2017_18h43

BATALHA DOS CABELOS – A defesa do ex-assessor presidencial e ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, preso desde o último sábado, pediu ao ministro do STF Edson Fachin que o seu cliente não seja submetido a tratamento “desumano e cruel” e “especialmente que não se lhe raspe o cabelo, como fizeram no Rio de Janeiro com Eike Batista, em Brasília com Alexandre de Moraes e em São Paulo com Geraldo Alckmin”. O advogado de Rocha Loures, Cezar Bitencourt, também solicitou que o cabeleireiro Celso Kamura possa realizar uma “visita íntima capilar” mensal à cadeia, a fim de cuidar das madeixas de seu cliente.

Os pedidos do ex-assessor do presidente Temer foram recebidos com simpatia pela imprensa. Leilane Neubarth, apresentadora do programa Impávida Cabeleira, disse esperar que Fachin autorize as visitas do cabeleireiro à Papuda. “É muito melhor o Kamura do que o Jassa”, opinou a apresentadora, exaltada, ao comentar a notícia. A jornalista esclareceu em seguida que a reticência em relação ao hair stylist de Silvio Santos não é estética, mas ética. “Aquele sinteco que ele passa no cabelo de Temer, por exemplo, certamente esconde alguma coisa”, asseverou.

Procurado, Celso Kamura disse apenas que não é o “profissional mais indicado para lidar com cabelos implantados”.