“Quem prende tucano é zoológico”, afirma ministro do STF

30jun2017_19h27

SIMBA SAFARI – O ministro do STF Marco Aurélio Mello devolveu nesta sexta o mandato do senador Aécio Neves e negou pedido de prisão feito pela Procuradoria Geral da República. “Não podemos, nação tropical que somos, tolerar o encarceramento de tucanos”, perorou Melo, com lágrimas nos olhos. “Essas criaturas astutas precisam de liberdade para poderem se dedicar às suas carreiras.”

Além de reestabelecer a situação jurídico-parlamentar do senador, o STF entendeu que era mais do que justo premiar Aécio por alguns de seus feitos extraordinários. Pelo linguajar refinado com que se porta em ligações interceptadas, recebeu a ordem Madame Poças Leitão. Em honra à obediência às leis e ao respeito à separação entre os Poderes, o ministro Gilmar Mendes outorgou a Neves a medalha Nicolás Maduro.

Logo após a notícia da deliberação de Marco Aurélio Mello, o tucano foi recebido com júbilo no Senado, onde veio a ser agraciado com a medalha Santos Dumont pelo conjunto da obra em Claudio.