“Se Doria é o Neymar, prefiro ser o oitavo gol da Alemanha”, diz Neymar em Paris

18ago2017_19h15

TORRE EIFFEL – Embora costume se manter distante de embates partidários, o ponta Neymar se viu obrigado a se posicionar após se ver envolvido numa troca de farpas entre o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva e João Doria, atual prefeito de São Paulo.

Em entrevista a uma rádio baiana, Lula comparou-se a si mesmo a Messi, provocando Doria ao considerá-lo um jogador de segunda categoria. O tucano, por sua vez, disse que preferia ser Neymar, “brasileiro e negro”, e acrescentou que, “se tivesse só nove dedos, Messi seria um péssimo jogador”, levando ao delírio a púiblico de um evento em Fortaleza.

Já o jogador, recém-contratado pelo Paris Saint-Germain, declarou, por meio de sua conta do Twitter, que “se Doria é o Neymar, prefiro ser o oitavo gol da Alemanha”.

Horas depois, Neymar esclareceu que, “embora haja grandes jogadores negros, como Pelé e Aranha, esse não é o meu caso”.