Ilha Jersey declara luto oficial após prisão de Maluf

20dez2017_17h26

CANAL DA MANCHA – Poucas horas após a confirmação da prisão do deputado Paulo Salim Maluf veio a ordem oficial do governo local de Jersey: todas as bandeiras permanecerão a meio mastro por três dias em manifestação de luto. Stephen Dalton, governador local, afirmou que a atitude foi tomada “em solidariedade ao político que pode ser brasileiro de nascença, mas é Jersey de coração”. Dalton ainda afirmou em nota que, mesmo estando no presídio da Papuda, “Doutor Paulo sempre estará presente no sorriso cândido de um gerente banco, no olhar singelo de um doleiro, na esperança de um laranja. Ele ajudou a construir o paraíso (fiscal) em que vivemos hoje”.

O clima é de tensão e incerteza nas ruas da capital Saint Helier. A população local, altamente dependente dos serviços bancários, não sabe o que esperar do futuro, incerteza que levou a alguns atos de violência, com moradores fazendo uma espécie de malhação de judas de bonecos com a cara do ministro Edson Fachin, responsável pela expedição do pedido de prisão de Maluf. A nostalgia também faz parte das conversas, com lembranças das influências que o político deixou na pequena ilha do território britânico. “Quando ele chegou aqui trouxe ideias boas. Foi aí que o governo colocou a Scotland Yard nas ruas e decidiu construir o túnel sob Canal da Mancha, inspirado no lendário túnel Ayrton Senna”.

Uma vigília foi marcada em frente ao principal cofre da ilha e é esperada a presença de mais de 20 banqueiros.

Arquivo
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.