Revolta no Jaburu: após nomeação de filha de Jefferson, Michelzinho bate o pé e vai pra Fazenda

04jan2018_13h59

JARDIM DE INFÂNCIA – “Michelzinho é o caralho! Meu nome é Michel Pequeno!” Foi com essa frase que Michel Miguel Elias Temer Lulia Filho, o Michelzinho, assumiu o Ministério da Fazenda no lugar do economista Henrique Meirelles. A decisão foi tomada ontem pelo presidente, em caráter urgente, para evitar a instauração de uma crise doméstica no Jaburu. Ao que se diz, Michelzinho teria ficado enciumado com a nomeação da deputada Cristiane Brasil, filha de Roberto Jefferson, para a pasta do Trabalho.

“O ministério do Temer é uma grande maternidade”, explicou hoje pela manhã o comentarista Merval Pereira, em sua coluna política no programa Planeta Xuxa. “Já tinha filho do Jader Barbalho, do Sarney e do Picciani. Agora tem também a rebenta do Jefferson. Nada mais natural do que o Michelzinho assumir a pasta mais importante.”

Ciente da pressão que sofre por ser filho de um grande homem público, Michelzinho assumiu o cargo prometendo fazer um choque de gestão. Pela nova regra, pensada em parceria com o marqueteiro e child supervisor Elsinho Mouco, o ministério deixa de ser da Fazenda para se chamar Ministério do Sítio do Pica Pau Amarelo. O Real também sai de circulação para dar lugar às notas do Banco Imobiliário (ou às figurinhas da Copa de 2018, no mercado paralelo).