Após prisão de Lula, Merval Pereira vira garoto do tempo

09abr2018_15h58
Bonner só tem se referido a Merval como Merva Pereirinha
Bonner só tem se referido a Merval como Merva Pereirinha

AQUECIMENTO GLOBAL “O clima esquentou em São Bernardo e vai chover militante em Curitiba, Bonner!” A frase abriu a primeira aparição de Merval Pereira como garoto do tempo no Jornal Nacional cargo que era ocupado, até a semana passada, por Maju Coutinho. “Foi um reposicionamento necessário após a prisão do ex-presidente Lula”, explicou Bonner, em coletiva de imprensa. “Ou fazíamos isso, ou condenávamos o Merval a um futuro de silêncio e inutilidade.” Bonner acredita que Merval a quem ele tem chamado de Merva Pereirinha, para dar um ar de intimidade há de se adaptar com rapidez ao posto. “Tanto política quanto previsão do tempo fazem parte da editoria ‘Conversa de Elevador’”, continuou. “Agora em vez de perguntar ‘E o Lula?’, o Merval vai falar ‘E a chuva?’.”

Merval não é o único comentarista político a se encontrar em um momento de transição. O reposicionamento de marca atingiu também o blogueiro Reinaldo Azevedo defensor mais aguerrido de Lula nas redes sociais atualmente e Felipe Moura Brasil, o Kim Kataguiri do Rio de Janeiro. “Não tá fácil pra ninguém kkkk”, disse Moura Brasil, pelo Whatsapp, ao ser questionado sobre seu novo empreendimento, uma barbearia gourmet com cortes inspirados na política nacional. “Vai ter a barba à Lula, o cabelo à Alckmin, e o nosso especial, o bigodinho da casa à moda Bolsonaro.”