A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Plataformas de checagem se unem para checar debate da TV Globo no Rio

por Equipe Lupa
25.out.2016 | 11h00 |

Para finalizar a cobertura das eleições municipais de 2016, a Agência Lupa, o site Aos Fatos, o Detector de Mentiras, do Meu Rio, e o Truco, da Agência Pública, formarão na próxima sexta-feira (28) o primeiro “pool” de fact-checking do Brasil. Trata-se de uma ação conjunta para checar – ao vivo – o debate promovido pela TV Globo com os candidatos a prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB) e Marcelo Freixo (PSOL). Desde agosto, as equipes das quatro plataformas verificam o discurso dos políticos que disputam as prefeituras das maiores cidades do Brasil e apontam neles mentiras e exageros.

Esta será a primeira vez que projetos especializados em fact-checking se reúnem no país para verificar juntos o grau de veracidade do que é dito em um debate. A prática é comum na cobertura dos candidatos à presidência dos Estados Unidos e tem se mostrado importantíssima para determinar a veracidade das falas durante as campanhas.

Mais de 20 checadores das quatro plataformas vão se reunir a partir das 22h da sexta-feira, dia 28, na Casa Pública – centro cultural de jornalismo mantido pela Agência Pública no Rio de Janeiro – para assistir ao debate, identificar as frases com informações que podem ser checadas e verificar se elas estão corretas, incorretas, exageradas ou fora de contexto. O objetivo é analisar o maior número de informações no menor tempo possível, sem abrir mão da qualidade.

DE OLHO NA HASHTAG #CHECADO

As checagens serão compartilhadas entre todos os veículos participantes, e o trabalho poderá ser conferido nos sites e nas redes sociais da Agência Lupa, da Agência Pública, de Aos Fatos e do Meu Rio. Também será possível acompanhar o serviço seguindo a hashtag #checado.

“Esta será uma ação inédita que mostra a relevância da checagem do discurso e a importância de nos unirmos pelo bom jornalismo”, diz Natalia Viana, codiretora da Agência Pública.

“Vamos implantar no Brasil algo que já está dando muito certo nos Estados Unidos. Juntos, seremos mais rápidos, mais precisos e atingiremos um número bem maior de eleitores”, aposta Cristina Tardáguila, diretora da Agência Lupa.

“A colaboração entre veículos vira um pilar do jornalismo contemporâneo na mesma época em que a checagem em tempo real ganha tração mundial. Juntar esses dois fenômenos é essencial”, ressalta Tai Nalon, diretora do Aos Fatos.

“Esse será o último debate antes da eleição e queremos que as eleitoras e os eleitores cariocas tenham acesso a uma checagem completa do que está sendo dito pelos candidatos”, diz Rodrigo Arnaiz, diretor do Meu Rio.

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo