A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Marcelo Crivella e Marcelo Freixo: a distância entre o discurso e a prática

por Juliana Dal Piva e Raphael Kapa
27.out.2016 | 08h00 |

Desde o início da disputa pela Prefeitura do Rio, o senador Marcelo Crivella (PRB) e o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) se esforçam para esclarecer os pontos fracos de suas campanhas e esconder seus respectivos calcanhares de Aquiles.

Crivella fez de tudo para deixar de lado a imagem de bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus e se firmar como um político desvinculado de questões religiosas. Em diversas ocasiões, disse: “Jamais misturei política com religião”.

Freixo, por sua vez, foi criticado pelos adversários por ter uma “carta de intenções”, em vez de um programa para a cidade. No segundo turno, apresentou novo documento, negando ter feito mudanças.

Nos últimos dias de campanha, a Lupa passou o pente-fino na atuação de Crivella como senador. Descobriu que o agora candidato fez ao menos 29 discursos e 11 proposições legislativas misturando política e religião.

Freixo, por outro lado, fez pelo menos 64 alterações em seu programa de governo. A comparação entre a versão divulgada em julho e que foi distribuída por sua campanha agora, em outubro, mostra, por exemplo, o sumiço da promessa de revisão da isenção de ISS concedida às empresas de ônibus.

Leia, nos links abaixo, as duas reportagens completas e o posicionamento das duas campanhas sobre esses temas:

Marcelo Crivella (PRB) usou tribuna do Senado para defender a Igreja Universal

Marcelo Freixo (PSOL) fez 64 alterações no programa e retirou a revisão da isenção de ISS dada às empresas de ônibus 

foto (5)

*Parte das duas reportagens foram publicadas na edição de 27 de outubro de 2016 do jornal Folha de S.Paulo.

Leia outras checagens de ‘Eleições RJ’ / ‘Eleições SP’‘Eleições MG’ / Home

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo