A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Site checa grau de veracidade de filmes ‘baseados em fatos reais’

por Cristina Tardáguila
23.dez.2016 | 08h00 |

Um dia o jornalista e designer inglês David McCandless acordou com uma dúvida. Quanto há de verdade e de ficção nos filmes “baseados em fatos reais”? Seria possível quantificar isso?

McCandless então convidou uma dupla de amigos — a pesquisadora Stephanie Smith e o programador Omid Kashan— para analisar um total de 14 blockbusters lançados na última década.

Colocaram na lista filmes como “O Lobo de Wall Street”, “O Discurso do Rei”, “A Rede Social”, “A Grande Aposta” e “Spotlight”, que analisaram segundo uma metodologia: assistiram a todos os filmes e, numa planilha, registraram informações de cada uma de suas cenas.

Ao longo de semanas, confrontaram o material com dados de acesso público: livros, biografias, sites, entrevistas e registros históricos.

Há poucos dias, o trio britânico publicou o resultado no site Information Is Beautiful  —o nome, que diz que “a informação é linda”, reflete a capacidade da plataforma de transmitir os dados por meio de belos infográficos.

A equipe do site defende a checagem não só na cultura mas também em outras áreas.

“Com certeza tem espaço para o ‘fact-checking’ na cultura. Temos outras iniciativas, como o Common Mythconceptions (sobre grandes mitos da história), que usam visualização de dados para ajudar as pessoas a descobrirem novas perspectivas sobre assuntos que poderiam ser complexos ou confusos.”

Entre os gráficos do site, estão planilhas coloridas que analisam os benefícios comprovados de suplementos alimentares ou uma tabela comparativa que contabiliza mortos em conflitos, desde a Guerra Civil norte-americana (21 mortes por hora) em 1861 até a recente rebelião na Síria (9 mortes/hora), em 2011.

RANKING do REAL

Na página dedicada à verdade dos filmes de Hollywood, o leitor pode navegar pelas cenas de cada um dos 14 filmes e saber se ela condiz ou não com a verdade.

Os pesquisadores foram detalhistas. Os filmes foram decupados praticamente minuto a minuto. “O Lobo de Wall Street”, por exemplo, tem 139 checagens de cenas.

Basta clicar no gráfico azul (verdadeiro) e rosa (falso) para ver a descrição da cena, o que aconteceu de fato e as fontes usadas na checagem. Há no final um link para que qualquer um possa ver as planilhas originais das centenas de cenas analisadas.

Encontra-se ainda um cálculo curioso: a porcentagem de realidade de cada filme. O dado serve não só para ilustrar conversas de bar como para lembrar a diferença entre documentários e filmes “baseados em fatos reais” — que muitas vezes se valem de mecanismos da ficção para adaptar a história ao tempo de duração e a outras necessidades dramatúrgicas.

“A Grande Aposta”, por exemplo, tem 91,4% de verossimilhança e está nas primeiras posições do ranking (“Selma”, sobre a luta pelos direitos civis dos negros nos EUA tem 100%). Já “O Discurso do Rei” tem um quarto de cenas questionáveis: 74,4% das informações são reais.

** Esta reportagem foi publicada na edição de 23 de dezembro do jornal Folha de S.Paulo e pode ser conferida aqui e aqui.

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo