A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

#Verificamos: INSS não pagou ‘indenização de R$ 750 mil à família de ladrão morto por mãe-PM’

por Clara Becker
06.jun.2018 | 12h01 |

Circula no WhatsApp e no Facebook a “notícia” de que a família do assaltante morto por uma mãe-PM na porta de uma escola de São Paulo no mês passado teria recebido indenização de R$ 750 mil por danos morais. A “notícia” também indica que o INSS teria concedido à família do criminoso uma pensão mensal no valor de R$2.999. Por meio do projeto de verificação de notícias do Facebook, usuários da plataforma denunciaram essas postagens, solicitando que elas fossem checadas. Confira a análise da Lupa:

“INSS determina indenização de R$ 750 mil à família de ladrão morto por uma mãe PM”
Texto que foi publicado no site GShowPlay.com e que tinha 29 mil interações até as 8h20 do dia 6 de junho de 2018

FALSO

Procurado, o Instituto Nacional de Segurança Social esclareceu que Elivelton Moreira não possuía qualidade de segurado da Previdência Social, o que impossibilitaria a concessão de qualquer benefício previdenciário a ele ou a seus dependentes, inclusive a pensão por morte. Portanto, a  pensão no valor de R$2.999 mensais, citada na “notícia” é falsa. Além disso, até o dia 4 de junho de 2018, o INSS também não tinha informações oficiais sobre o pagamento de qualquer indenização.

Vale lembrar que não é a primeira vez que a Lupa checa rumores envolvendo o assaltante e sua família. Já foram checadas outras duas informações: os familiares do morto não pediram a prisão da mãe-PM e o programa de Fátima Bernardes, na TV Globo, não reformou a casa da família do assaltante.

*Nota: os sites EdsonJr7, ACGNews e PortalVejaAgora também postaram “notícias” sobre a suposta indenização. Esta checagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook.

*Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Cristina Tardáguila e Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo