A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Reprodução

#Verificamos: Vila na Itália não ‘oferece 2 mil euros para quem quiser se mudar para lá’

por Cristina Tardáguila e Leandro Resende
07.jun.2018 | 16h01 |

Voltou a circular no Facebook a “notícia” de que o prefeito da cidade italiana de Bormida, que teria apenas 349 habitantes, está oferecendo 2 mil euros a qualquer um que tenha interesse em se mudar para lá. A informação surgiu na internet pela primeira vez em maio de 2017, tendo sido compartilhada inclusive por meios de comunicação do Brasil, mas é falsa – diz o próprio prefeito.

Por meio do projeto de verificação de notícias do Facebook, usuários da plataforma denunciaram links contendo essa “notícia” e solicitaram que sua veracidade fosse checada. Confira a seguir o trabalho feito pela Lupa, em parceria com o site italiano de checagens Pagella Politica, membro da International Fact-checking Network (IFCN).

“Vila na Itália oferece 2 mil euros para quem quiser se mudar para lá”
Título de postagem feita por ao menos oito sites brasileiros e que, até as 15h do dia 7 de junho de 2018, já tinha mais de 207 mil interações no Facebook

FALSO

Em maio de 2017, o jornal Il Secolo XIX, baseado na região da Ligúria, publicou uma reportagem informando que o prefeito de Bormida, Daniele Galliano, estava disposto a repovoar seu pequeno município, ajudando financeiramente quem quisesse se mudar para lá. O texto não destacou, no entanto, que o projeto era exclusivamente para cidadãos italianos e que a quantia de 2 mil euros ainda era uma ideia – não um fato concreto.

A notícia deturpada rodou o mundo e deu muita dor de cabeça a Galliano. À BBC, o prefeito contou que recebeu 17 mil contatos via Facebook e que atendeu a uma série de telefonemas. O impacto da informação equivocada foi tanto que Galliano precisou recorrer à agência italiana de notícias Ansa para tentar desmentir mundialmente a “notícia”.

“Ajudem-nos. Não podemos responder todos. Precisamos explicar que, em Bormida, não damos 2 mil euros nem trabalho para quem vier morar aqui”, desabafou. “Nos telefonam de todo o mundo. Nos escrevem de jornais internacionais e de canais de TV de toda a Europa. Infelizmente, a notícia está errada”.

Não suficiente, Galliano foi às redes sociais. No Facebook, escreveu:

“Este será o meu último post (sobre o assunto) e espero conseguir esclarecer (…) A notícia foi feita de forma errada e atingiu um público mundial. A Itália é um país maravilhoso, mas, como outros em crise econômica, (…) não consegue ajudar todos”.

No Brasil, em 2017, a “notícia” sobre a oferta de Bormida foi publicada por veículos de comunicação como IstoÉ, UOL, O Povo e Época Negócios. Nos últimos dias, voltou ao Facebook com postagem do site Jornal da Ciência.

Leia a checagem italiana aqui.

*Atualização às 00h22 do dia 13 de junho de 2016: o site da Exame, que havia republicado essa notícia e sido checado pela Lupa, entrou em contato, informando da correção feita no título e no corpo da reportagem.

*Nota: esta checagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook.

Editado por: Chico Marés e Clara Becker

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo