cartas

Um canteiro de réplicas da redação

DEPOIS DA QUEDA

O artigo de André Singer (“Do sonho rooseveltiano ao pesadelo golpista”, piauí_140, maio) é magistral, por conseguir lincar os acontecimentos recentes com a história do Brasil, de forma clara e quase incontestável. No entanto, Singer reproduz uma interpretação corrente na esquerda tradicional, em especial as ligadas (em maior ou menor grau) ao PT: a de que as manifestações de 2013 foram antilulistas. Não há dúvida que os protestos contribuíram para a desestabilização do sistema político do país. Porém é um equívoco reducionista classificá-las como “anti” algum governo em si. O ano 2013 no Brasil (assim como na Turquia) é mais um episódio num cenário mundial de grandes manifestações pós-crise de 2008 que questionavam, em geral, a qualidade da democracia e seus reais influenciadores. A crise econômica, aliada à mobilização via redes e mídias sociais de uma geração nascida após a queda do muro de Berlim, catapultou às ruas os ressentimentos nesse sentido. Foi assim na Primavera Árabe, na Espanha, na Grécia e, ainda em 2016, na França (com o movimento Nuit Debout), trazendo ecos dos movimentos antiglobalização do final da década de 90. Singer também ignora que, apesar dos oportunismos da mídia, da Fiesp e do PMDB, a maioria da população brasileira não concordava com os gastos para a Copa e a Olimpíada enquanto muito ainda havia para fazer no país. Daí o mote “Não é por 20 centavos”, ou seja, não se tratava só do preço da passagem, mas das reais prioridades da República que não deveriam se encontrar na farra de gastos por ordem da Fifa e do Comitê Olímpico Internacional (beneficiando muitas empreiteiras, veja só). Insistir em classificar Junho de 2013 como mera oposição a um partido ou governo destoa do restante do artigo, que nos oferece uma reflexão madura (e muito necessária) sobre como funcionamos e como isso deságua em nossa democracia.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Leia também

Últimas Mais Lidas

Médicos de menos, as doenças de sempre

A história de quatro pacientes crônicos do sertão do Ceará que estão há um mês sem os tratamentos que precisam, após a saída dos profissionais cubanos do país

Foro de Teresina #31: O escândalo do motorista, o antiministro do Meio Ambiente e o barraco do PSL

O podcast da piauí analisa os fatos mais recentes da política nacional

Na Câmara, com o novo e o seminovo

Dois deputados em primeiro mandato – um novato autêntico e o herdeiro de seis gerações de parlamentares – contam sua preparação para sobreviver em Brasília

Bloqueio – caminhoneiros em greve

Incertezas retratadas no documentário são referência para entender as mudanças políticas no país

“Me fingi de morta e assim sobrevivi”

Sobrevivente da chacina da Catedral de Campinas reconstitui a cena da tragédia, protagonizada por um assassino de família católica praticante

Mulheres de “facção”

Sem emprego formal, costureiras trabalham até 14 horas por dia para intermediários da indústria da moda, as chamadas “facções”

Olavo interrompido

Guru do governo Bolsonaro tem participação na Cúpula Conservadora das Américas frustrada pelo meio que o fez famoso, a internet

Não é só pelos 6 centavos de euro

Quem são e o que pensam os “coletes amarelos” e como lideraram um movimento popular e populista que paralisa a França há três semanas

Expansionista, Guedes sofre sua primeira derrota

Futuro ministro da Economia incluiu Apex na estrutura da sua pasta, mas perdeu a agência de comércio após disputa com Itamaraty

A vingança do analógico

Precisamos reaprender a usar a internet

Mais textos
1

Os pequenos passos do astronauta Marcos Pontes

Em reunião com cientistas em Brasília, futuro ministro da Ciência e Tecnologia mostrou ainda não estar pronto para se despir do macacão de palestrante de autoajuda

2

Olavo interrompido

Guru do governo Bolsonaro tem participação na Cúpula Conservadora das Américas frustrada pelo meio que o fez famoso, a internet

3

Não é só pelos 6 centavos de euro

Quem são e o que pensam os “coletes amarelos” e como lideraram um movimento popular e populista que paralisa a França há três semanas

6

“Me fingi de morta e assim sobrevivi”

Sobrevivente da chacina da Catedral de Campinas reconstitui a cena da tragédia, protagonizada por um assassino de família católica praticante

7

Na Câmara, com o novo e o seminovo

Dois deputados em primeiro mandato – um novato autêntico e o herdeiro de seis gerações de parlamentares – contam sua preparação para sobreviver em Brasília

8

Rakudianai

A política, a prisão, o encontro com o crocodilo, o julgamento e meu pai: lembranças de quarenta anos atrás

9

Xô, esquerda!

Pastores da Universal agora livram os fiéis de possessões comunistas?

10

Expansionista, Guedes sofre sua primeira derrota

Futuro ministro da Economia incluiu Apex na estrutura da sua pasta, mas perdeu a agência de comércio após disputa com Itamaraty