As versões eram incompletas: tudo o que se sabia era que a garota apareceu jogada na porta de casa, espancada e estuprada. Os exames 

detectaram em seu corpo o sêmen de sete homens
Ver dados da foto As versões eram incompletas: tudo o que se sabia era que a garota apareceu jogada na porta de casa, espancada e estuprada. Os exames detectaram em seu corpo o sêmen de sete homens ILUSTRAÇÃO: VÂNIA MIGNONE_2016

Boa noite, Cinderela

Era a primeira vez que eu ouvia falar da pílula do dia seguinte*
Margarita García Robayo
Tamanho da letra
A- A+ A
As versões eram incompletas: tudo o que se sabia era que a garota apareceu jogada na porta de casa, espancada e estuprada. Os exames detectaram em seu corpo o sêmen de sete homens ILUSTRAÇÃO: VÂNIA MIGNONE_2016

Exclusivo para assinantes
Não assinante: leia na revista impressa ou no aplicativo

Eu não gostava do padre Tiago porque ele roçava o polegar na língua da gente quando dava a hóstia. Ou seja, além do corpo de Cristo, você acabava engolindo a saliva de todo mundo que tinha comungado antes. Ainda bem que a missa dele era a última da sexta-feira, e dava para correr direto para casa e fazer gargarejos com água sanitária. Padre Tiago não atendia direto na capela, ele só aparecia em ocasiões especiais. E aquela era uma ocasião especial, porque estávamos quase terminando o último ano e, embora ele fosse rezar a missa da formatura, aquela seria a última no colégio.

Depois da missa, a diretora foi à nossa classe. Pensamos que fosse fazer um daqueles sermões sobre o que nos esperava lá fora, no mundo real, onde deveríamos ter sempre bem claro que não passávamos de um instrumento de Deus, Nosso Senhor: “Barro em suas mãos”, dizia, entrecerrando os olhos como que ofuscada por uma luz muito forte. Tudo o que nos acontecia, de bom ou de mau, fazia parte do plano que Ele tinha para nós. “Então, para que a gente levanta da cama?”, tinha perguntado Marcela dias atrás, mortificada pela ideia de ser uma marionete – estranho mesmo era ela ter feito essa descoberta só agora, depois de quinze anos de educação católica. A diretora respondeu: “Para fazer a vontade d’Ele.”

Mas hoje ela não vinha falar disso. Ou não exatamente.

SÓ PARA ASSINANTES.

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site, inclusive imagens, logotipos, fotografias e podcasts, são de propriedade da revista piauí ou de seu criador original. A reprodução, adaptação, modificação ou utilização do conteúdo aqui disponibilizado, parcial ou integralmente, é expressamente proibida sem a permissão prévia da revista ou do titular dos direitos autorais.

ASSINANTE PIAUÍ

Use o mesmo e-mail e senha cadastrados no site da Ed. Abril no ato da assinatura. Esqueceu a senha ou o e-mail ?