Ver dados da foto FOTO: MONADORI PORTFOLIO_GETTY IMAGES

Boca de Roma

Epigramas de um poeta do século I
Marco Valério Marcial, Rodrigo Garcia Lopes
Tamanho da letra
A- A+ A
FOTO: MONADORI PORTFOLIO_GETTY IMAGES

Exclusivo para assinantes.
Não assinante: leia na revista impressa ou no aplicativo

Se há um autor que tem sobrevivido ao teste do tempo, da Antiguidade até o século XXI, é Marco Valério Marcial (38-104 d.C. aproximadamente), cuja reputação oscilou ao sabor do clima moral e estético de cada período em cada país. Sua obra, bastante extensa, contabiliza 1 561 epigramas.

A concisão do epigrama (dizer o máximo com o mínimo) se deve ao fato de originalmente ser um texto destinado à inscrição: além de memorável, ele tinha de ser curto pela própria limitação do espaço físico dos objetos (paredes, está-tuas, potes, lápides etc). Enquanto verso de ocasião, ao mesmo tempo que visa imortalizar ou esculhambar uma pessoa, o epigrama privilegia o momento, o hic et nunc (aqui e agora).

SÓ PARA ASSINANTES.

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site, inclusive imagens, logotipos, fotografias e podcasts, são de propriedade da revista piauí ou de seu criador original. A reprodução, adaptação, modificação ou utilização do conteúdo aqui disponibilizado, parcial ou integralmente, é expressamente proibida sem a permissão prévia da revista ou do titular dos direitos autorais.