carta da África

A estrada para o Maláui

Moçambique volta a ser palco de conflitos armados depois de vinte anos de paz

Gisele Lobato
Afonso Dhlakama, líder da Renamo, tenta controlar províncias no centro e no norte de Moçambique. O grupo de oposição se queixa do sistema eleitoral e de fraudes em votações, que favoreceriam a Frelimo, no poder desde a independência
Afonso Dhlakama, líder da Renamo, tenta controlar províncias no centro e no norte de Moçambique. O grupo de oposição se queixa do sistema eleitoral e de fraudes em votações, que favoreceriam a Frelimo, no poder desde a independência GIANLUIGI GUERCIA_AFP

O ônibus já velho e com rachaduras no para-brisa deixou a rodoviária de Maputo ainda de madrugada. Levava na lataria o nome da empresa: “Maning Nice”, uma expressão local derivada do inglês que em português se traduz por algo como “muito bom”. Se tudo desse certo, faria nos próximos dois dias o percurso de 2 220 quilômetros entre a capital de Moçambique, no extremo sul do país, e Nacala, no norte.

Não fosse por seu péssimo estado de conservação, o veículo pintado de verde brilhante poderia ser confundido com qualquer ônibus intermunicipal brasileiro. Ao sair da capital, quase metade das poltronas ainda estava vazia. Os poucos passageiros eram em geral moçambicanos negros, que se dividiam em dois grupos principais, mas não excludentes: os que iam ou voltavam de visitas a parentes, e os que levavam enormes volumes de carga adquiridos na capital para serem revendidos na província.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Gisele Lobato

Gisele Lobato é jornalista e africanista brasileira radicada em Lisboa.

Leia também

Últimas Mais Lidas

Civilização e barbárie

Jair Bolsonaro não é um candidato a mais na disputa

Maria vai com as outras #4: Profissão família

A jornalista Leticia Nascimento, o radialista Paulinho Coruja e a atriz Vanessa Lóes contam como deixaram suas carreiras para cuidar dos filhos e da vida doméstica

piauí estreia colunas diárias sobre as eleições

Nove cientistas políticos e jornalistas vão debater a campanha deste ano

As Boas Maneiras – sinal de alerta

Filme de Marco Dutra e Juliana Rojas coloca em cena a improvável relação homossexual entre patroa e empregada para despistar o espectador de seu verdadeiro tema

Dario, o órfão, ex-ladrão e ex-grosso que virou Dadá

O campeão mundial em 70 relembra o seu começo no futebol, do primeiro chute aos 19 anos ao técnico que percebeu nele, apesar dos tropeções, um goleador

A revolta dos trolls, e a vingança na Justiça

Alvos nas mídias sociais, jornalistas contra-atacam com processos, denúncias ao Ministério Público e conversa com empregadores dos haters

Como uma lesão levou a uma revolução no jeito de chutar

Didi, bicampeão mundial em 58 e 62, explica como criou a “folha seca”, o chute de três dedos mais cheio de veneno do futebol

Garrincha treinava, mas não ouvia o professor

Nilton Santos, Zezé e Aymoré Moreira recuperam as histórias do mais habilidoso – e o que menos se levava a sério – ponta-direita que o Brasil já viu

Outro 1 a 2 em Copa, 68 anos atrás

Zizinho, Barbosa, Nilton Santos e o técnico Flávio Costa reconstituem as horas seguintes ao Maracanaço, a tragédia do Mundial de 1950

Auto de Resistência – arte crua para vida bruta

Longa vencedor do 23º Festival de Documentários É Tudo Verdade 2018 revela o lado mais assassino do Estado brasileiro

Mais textos
1

Auto de Resistência – arte crua para vida bruta

Longa vencedor do 23º Festival de Documentários É Tudo Verdade 2018 revela o lado mais assassino do Estado brasileiro

2

Auto de Resistência – arte crua para vida bruta

Longa vencedor do 23º Festival de Documentários É Tudo Verdade 2018 revela o lado mais assassino do Estado brasileiro

3

Auto de Resistência – arte crua para vida bruta

Longa vencedor do 23º Festival de Documentários É Tudo Verdade 2018 revela o lado mais assassino do Estado brasileiro

4

Auto de Resistência – arte crua para vida bruta

Longa vencedor do 23º Festival de Documentários É Tudo Verdade 2018 revela o lado mais assassino do Estado brasileiro

5

Auto de Resistência – arte crua para vida bruta

Longa vencedor do 23º Festival de Documentários É Tudo Verdade 2018 revela o lado mais assassino do Estado brasileiro

6

Auto de Resistência – arte crua para vida bruta

Longa vencedor do 23º Festival de Documentários É Tudo Verdade 2018 revela o lado mais assassino do Estado brasileiro

7

Auto de Resistência – arte crua para vida bruta

Longa vencedor do 23º Festival de Documentários É Tudo Verdade 2018 revela o lado mais assassino do Estado brasileiro

8

Auto de Resistência – arte crua para vida bruta

Longa vencedor do 23º Festival de Documentários É Tudo Verdade 2018 revela o lado mais assassino do Estado brasileiro

9

Auto de Resistência – arte crua para vida bruta

Longa vencedor do 23º Festival de Documentários É Tudo Verdade 2018 revela o lado mais assassino do Estado brasileiro

10

Auto de Resistência – arte crua para vida bruta

Longa vencedor do 23º Festival de Documentários É Tudo Verdade 2018 revela o lado mais assassino do Estado brasileiro