anais da ciência

O acelerador

O mais ambicioso projeto da ciência brasileira pode levar a pesquisa no país a um novo patamar. Ou não

Bernardo Esteves
O acelerador de partículas Sirius, que funciona como um supermicroscópio, está sendo construído em Campinas. Quando estiver pronto, será um dos melhores do mundo. Equipamentos desse tipo têm sido usados em pesquisas na fronteira do conhecimento, algumas premiadas com o Nobel
O acelerador de partículas Sirius, que funciona como um supermicroscópio, está sendo construído em Campinas. Quando estiver pronto, será um dos melhores do mundo. Equipamentos desse tipo têm sido usados em pesquisas na fronteira do conhecimento, algumas premiadas com o Nobel FOTO: RENAN PICORETI_DIVULGAÇÃO LNLS/CNPEM

O Prêmio Nobel de Química de 2009 foi concedido a três pesquisadores que desvendaram a estrutura de uma das mais sofisticadas – e diminutas – organelas presentes no interior das células. Os ribossomos, cuja composição detalhada era desconhecida até pouco tempo atrás, são fábricas nanométricas de proteínas: são eles os responsáveis por transformar a informação genética contida no DNA nas moléculas orgânicas encarregadas de controlar virtualmente todos os processos biológicos de um organismo vivo.

Uma das dificuldades para o estudo do funcionamento dos ribossomos está no fato de que ele próprio é um emaranhado de dezenas de proteínas, e seu número de átomos se conta na casa das centenas de milhares. Os trabalhos dos cientistas premiados – a israelense Ada Yonath e os americanos Thomas Steitz e Venkatraman Ramakrishnan – permitiram mapear com exatidão, pela primeira vez, onde fica cada um desses átomos.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Bernardo Esteves

Repórter da piauí desde 2010, é autor do livro Domingo é dia de ciência, da Azougue Editorial

Leia também

Últimas Mais Lidas

Vítimas de Mariana cobram R$ 25 bi de mineradora BHP na Inglaterra

Juiz deve decidir em junho se vai julgar o processo, o maior em número de vítimas da história do Reino Unido

Passarinho vira radar de poluição

Pesquisadores usam sangue de pardais para medir estrago de fumaça de carros e caminhões em seres vivos

Foro de Teresina #68: Censura na Bienal, segredos da Lava Jato e um retrato da violência brasileira

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Presos da Lava Jato unidos contra os ratos e o tédio

Condenados por crimes de colarinho-branco já caçaram roedores e fizeram faxina em complexo penal; transferidos para hospital penitenciário e sem ter o que fazer, gastam o tempo com dominó  

O maestro e sua orquestra – andamento lento e músicos desafinados

Governo se julga no direito de “filtrar” projetos incentivados com verba pública, mas filtrar é eufemismo para censurar

Quando a violência vem de quem deveria proteger

Quatro meninas são estupradas por hora, a maior parte dentro de casa, e 17 pessoas são mortas pela polícia por dia, revelam dados do Anuário de Segurança Pública

“Poderia ter sido eu a morrer ali no ponto de ônibus”

Como a morte espreita a juventude negra no Rio de Janeiro, estado com maior taxa de homicídios em ações policiais

Léros Léros em Itaipu

Brasil se recusa a pagar prejuízo de US$ 54 milhões; presença de suplente do PSL em reuniões binacionais aumenta crise e atrapalha renegociação para 2023

Traídas pela Renata

Deputada acusada de usar candidatas laranjas agora quer flexibilizar cotas eleitorais para mulheres; bancada feminina entra em guerra contra “lei da maridocracia”

Mais textos
1

Léros Léros em Itaipu

Brasil se recusa a pagar prejuízo de US$ 54 milhões; presença de suplente do PSL em reuniões binacionais aumenta crise e atrapalha renegociação para 2023

2

“Poderia ter sido eu a morrer ali no ponto de ônibus”

Como a morte espreita a juventude negra no Rio de Janeiro, estado com maior taxa de homicídios em ações policiais

3

Vítimas de Mariana cobram R$ 25 bi de mineradora BHP na Inglaterra

Juiz deve decidir em junho se vai julgar o processo, o maior em número de vítimas da história do Reino Unido

4

Presos da Lava Jato unidos contra os ratos e o tédio

Condenados por crimes de colarinho-branco já caçaram roedores e fizeram faxina em complexo penal; transferidos para hospital penitenciário e sem ter o que fazer, gastam o tempo com dominó  

6

A guerra contra o termômetro

Quando chegam más notícias sobre o desmatamento, os governos atacam o emissário

9

Bacurau – celebração da barbárie

Filme exalta de modo inquietante parceria entre povo desassistido e bandidos

10

Cortes de Bolsonaro emperram pesquisa para deter câncer incurável no cérebro

Sem bolsas federais, pesquisadora aprovada em primeiro lugar na UFRJ atrasa estudo sobre vírus da zika como arma contra tumor