esquina

O cheiro da orca

Um perito em esqueletos

Roberto Kaz
ILUSTRAÇÃO: ANDRÉS SANDOVAL_2016

Numa segunda-feira recente, o biólogo Antonio Amâncio chegou ao Museu de Anatomia Veterinária da Universidade de São Paulo carregando uma serra, um alicate, um martelo e uma chave de fenda. Passou diante de um esqueleto de girafa, cruzou com um pelicano taxidermizado e então avistou, a 3 metros de altura, a ossada de uma orca. Pediu que o cetáceo fosse descido ao chão, para que ele pudesse desmontá-lo. “A sequência das costelas estava errada. E também havia musculatura ressecada em alguns dos ossos”, diagnosticou. Passaria a semana trabalhando no esqueleto.

Para o biólogo, baleia boa é baleia morta. Ele é dono da única empresa do país especializada em armar e desarmar esqueletos de cetáceos, a Amâncio Osteomontagem. Já remontou uma jubarte no Rio Grande do Sul, um cachalote no Ceará e uma baleia-de-Bryde no Maranhão. Ultimamente, tem se dedicado a uma ossada de 13 metros no aquário marinho a ser inaugurado no Rio de Janeiro pouco antes das Olimpíadas. Receberá 82 mil reais pelo trabalho, que deve se estender pelo ano inteiro.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí
Roberto Kaz

Roberto Kaz

Roberto Kaz, repórter da piauí, é autor do Livro dos Bichos, pela Companhia das Letras

Leia também

Últimas Mais Lidas

Acompanhe variação de humor sobre o governo Bolsonaro no Twitter

Gráfico mostra reação de usuários da rede social em relação às manchetes do dia

Em Trânsito – um olhar sobre o monstro que habita vários tempos históricos

Demonstração de talento neste filme notável tem sido desperdiçada pelo público brasileiro

O Twitter como bússola

Principal guia político de Bolsonaro, humor da rede social explica comportamento errático do presidente

Medo é laranja para quem espera avalanche marrom

A rotina de quem vive na cidade onde a parede de contenção de uma mina ameaça ceder e provocar o rompimento de uma barragem

Para não sair do hospital no escuro

A diferença que faz, para os pacientes, receber seus dados sobre tratamento e alta hospitalar – como manda novo Código de Ética Médica

O governo inconstitucional

Professora de direito constitucional escreve que decreto de Bolsonaro fere a autonomia universitária prevista na Constituição

Foro de Teresina #51: Moro no STF, o sigilo de Queiroz e Flavio e os protestos contra o governo

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Ministro toma caldo no #TsunamiDaEducação

Maia viaja, governo escorrega e Centrão deixa Weintraub falando sozinho na Câmara enquanto protestos tomam conta do país

A javaporquice de Bolsonaro

Presidente opta pela pior oposição que poderia escolher e enfrenta protestos inéditos para um recém-empossado

Mais textos
1

Medo é laranja para quem espera avalanche marrom

A rotina de quem vive na cidade onde a parede de contenção de uma mina ameaça ceder e provocar o rompimento de uma barragem

3

Para não sair do hospital no escuro

A diferença que faz, para os pacientes, receber seus dados sobre tratamento e alta hospitalar – como manda novo Código de Ética Médica

4

A javaporquice de Bolsonaro

Presidente opta pela pior oposição que poderia escolher e enfrenta protestos inéditos para um recém-empossado

5

A escolinha anarcocapistalista do Ancapistão

Vacina e cinto de segurança são inimigos eleitos pelos ancaps, que já têm representante no governo Bolsonaro

6

O governo inconstitucional

Professora de direito constitucional escreve que decreto de Bolsonaro fere a autonomia universitária prevista na Constituição

7

Foro de Teresina #51: Moro no STF, o sigilo de Queiroz e Flavio e os protestos contra o governo

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

9

Ministro toma caldo no #TsunamiDaEducação

Maia viaja, governo escorrega e Centrão deixa Weintraub falando sozinho na Câmara enquanto protestos tomam conta do país