vultos da República

O herdeiro

Líder dos sem-teto, o presidenciável Guilherme Boulos se aproxima de Lula e cria embaraços para o PSOL

Fabio Victor
Boulos sorri pouco e aparenta estar sempre cismado com o interlocutor. “Uma das coisas que mais me impressionaram após tanto tempo sem vê-lo foi notar como ele passou a usar trejeitos e expressões
Boulos sorri pouco e aparenta estar sempre cismado com o interlocutor. “Uma das coisas que mais me impressionaram após tanto tempo sem vê-lo foi notar como ele passou a usar trejeitos e expressões FOTO: TUCA VIEIRA_2018

Às margens do Guaíba, em meio à massa vermelha de militantes, Guilherme Boulos caminhava pelo acampamento montado em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Naquele 24 de janeiro, uma quarta-feira, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, com sede em Porto Alegre, julgava o recurso do petista à condenação imposta em primeira instância pelo juiz Sérgio Moro no caso do tríplex do Guarujá. “Parece que o babaca do Gebran já deixou claro que vai manter a condenação. Talvez o Lula tenha alguma chance com o Paulsen. Pelas informações que chegaram, é um cara mais técnico”, disse o coordenador nacional do MTST, o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, logo que nos encontramos. Eram 9h25. O julgamento começara menos de uma hora antes, e o relator João Pedro Gebran Neto só havia lido um resumo da acusação e da sentença de Moro – mas dera pistas do que viria pela frente. Entre os três juízes da 8ª Turma do TRF-4, o revisor Leandro Paulsen seria o segundo a votar naquele dia.

Boulos, com uma mochila às costas, vestia calça jeans e camisa polo vermelha. Estava acompanhado da advogada Cláudia Ávila, coordenadora do MTST em Porto Alegre, e do marido dela. O trio avançava pelo passeio público nas proximidades do tribunal, onde partidários do PT e de movimentos sociais se aglomeravam entre carros de som. A cada minuto, Boulos era solicitado a interromper a marcha. Um senhor careca pediu uma foto: “Vou também tirar minha casquinha. É Lula lá. Senão… é você!”

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Fabio Victor

Fabio Victor é repórter da piauí. Na Folha de S.Paulo, onde trabalhou por 20 anos, foi repórter especial e correspondente em Londres

Leia também

Últimas Mais Lidas

A marca de Roth

Influência do autor de O Complexo de Portnoy, que morreu aos 85 anos em Nova York, é cada vez mais poderosa

“Me deixe fora desse balaio”

Conheça a rotina e o pensamento de Muniky Moura, a eleitora “nem nem” – que, como 43% do eleitorado, rejeita Lula e Bolsonaro e costuma decidir a eleição

Político mais popular no Facebook não fala de política na rede

Deputado federal baiano Irmão Lázaro atribui seus 8,5 milhões de seguidores a não postar sobre o que faz no Congresso: “É uma gritaria”

Um estudante contra o presidente

Garoto de 20 anos fala na cara de Daniel Ortega que ele é o responsável por 58 mortos na repressão aos protestos na Nicarágua e discurso viraliza. À piauí, o estudante se diz ameaçado

A Batalha de Argel, Um Filme Dentro da História – interessante e excessivo

Realização tardia e bem-sucedida do neorrealismo parece um documentário, mas é encenado do primeiro ao último plano

Foro de Teresina #1: justiçamento, abraço de gambá e túnel do tempo

Confira a estreia do podcast de política da rádio piauí com Fernando de Barros e Silva, Malu Gaspar e José Roberto de Toledo. A partir de hoje, o Foro vai ao ar toda quinta-feira, às 17h

O racismo como razão de voto

Um roteiro para entender a pesquisa mais reveladora feita sobre a eleição de Trump – e o que ela diz sobre o pleito no Brasil em 2018

Com candidato preso, PT deixa de aparecer para 400 mil eleitores na tevê e internet

Partido já perdeu mais de quatro horas de exposição em debates e entrevistas na televisão aberta desde a prisão de Lula

Vem aí a rádio piauí

Plataforma estreia nesta quinta-feira, 17 de maio, com o podcast de política Foro de Teresina. Confira nosso guia para ouvir os episódios em casa ou na rua

Saiba como foi cada mesa da Maratona Piauí Serrapilheira

Vida, vulcões, clima, água e gestão da ciência: cinco grandes cientistas falaram sobre suas áreas de pesquisa

Mais textos