figuras da República

O liberal contra a miséria

Ricardo Paes de Barros, o economista que idealizou o maior selo da era Lula

Rafael Cariello
Paes de Barros e a equação que usa para decompor a renda <i>per capita</i>: “Tenho uma certa aversão a bens duráveis”, diz ele, que morou por uma década em um apartamento sem fogão e geladeira
Paes de Barros e a equação que usa para decompor a renda per capita: “Tenho uma certa aversão a bens duráveis”, diz ele, que morou por uma década em um apartamento sem fogão e geladeira FOTO: KAZUO OKUBO_2012

Castigada pelo calor intenso e pela baixa umidade do ar, que colocaria Brasília em estado de atenção horas mais tarde, uma comitiva do governo nigeriano e da União Africana chegou no meio daquela manhã, no último dia de agosto, ao prédio do antigo Ministério do Exército.

Apesar do ambiente marcial, com intenso movimento de soldados em fardas camufladas pelo saguão de entrada, não fazia parte dos planos do assessor especial da Presidência da Nigéria, Ifeolu Falegan, com seu elegante terno escuro, tratar ali de assuntos militares. Tampouco essa ideia passava pela cabeça do namíbio Johan Strijdom, único branco da delegação, cuja combinação de camisa de mangas curtas e gravata lhe dava um ar de gerente de supermercado inglês.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Rafael Cariello

Repórter da piauí. Foi editorialista da Folha de S.Paulo e correspondente do jornal em Nova York

Leia também

Últimas Mais Lidas

Marielle inspira ativismo cotidiano de mulheres anônimas

“Tem um legado que explodiu depois da morte. Ela já tinha história, mas virou um símbolo”

Brutalidade que os laudos não contam

Na reconstituição da ação policial mais letal da década no Rio de Janeiro, vísceras à mostra e suspeitas de tortura

Um ano, dois atos e a mesma dúvida

Manifestação em memória de Marielle Franco no aniversário de sua morte tem mais música e dança que há um ano, mas a mesma pergunta sem resposta: quem mandou matá-la?

Foro de Teresina #42: O caso Marielle avança, Bolsonaro tuíta e olavetes brigam por espaço

O podcast da piauí comenta os fatos da semana na política nacional

Green Book: O Guia – conto de fadas infantil para adultos

Filme vencedor do Oscar é engodo baseado em estereótipos

Uma investigação, duas narrativas

Fato incomum, delegado e promotoras dão entrevistas separadas sobre prisão de acusados de matar Marielle; governador pega carona

Maria vai com as outras #4: Às vezes não gosto da minha cara

Uma modelo, uma estudante de medicina e uma tradutora falam sobre padrões de beleza, beleza como capital de trabalho e a obrigação social de ser bonita

Uma bolsonarista contra Trump

Uma visita à brasileira que os Estados Unidos tentam deportar após ela ter arrancado boné de um trumpista

Mais textos
1

A metástase

O assassinato de Marielle Franco e o avanço das milícias no Rio

2

Uma investigação, duas narrativas

Fato incomum, delegado e promotoras dão entrevistas separadas sobre prisão de acusados de matar Marielle; governador pega carona

3

Brutalidade que os laudos não contam

Na reconstituição da ação policial mais letal da década no Rio de Janeiro, vísceras à mostra e suspeitas de tortura

4

O cabeleireiro do Cascão

Um trabalho digital de ponta

5

Green Book: O Guia – conto de fadas infantil para adultos

Filme vencedor do Oscar é engodo baseado em estereótipos

6

Foro de Teresina #42: O caso Marielle avança, Bolsonaro tuíta e olavetes brigam por espaço

O podcast da piauí comenta os fatos da semana na política nacional

7

Minha dor não sai no jornal

Eu era fotógrafo de O Dia, em 2008, quando fui morar numa favela para fazer uma reportagem sobre as milícias. Fui descoberto, torturado e humilhado. Perdi minha mulher, meus filhos, os amigos, a casa, o Rio, o sol, a praia, o futebol, tudo

8

O silêncio do vereador

Uma semana com Carlos Bolsonaro na Câmara do Rio

9

Uma bolsonarista contra Trump

Uma visita à brasileira que os Estados Unidos tentam deportar após ela ter arrancado boné de um trumpista