questões literárias

Os limites do tribunal

Michel Laub e os impasses do romance

Alejandro Chacoff
ILUSTRAÇÃO: TOM GAULD

Há alguns anos, num evento em Londres, o escritor inglês de ascendência japonesa Kazuo Ishiguro falou sobre duas ofertas estranhas que tinha recebido. A primeira era de um banco, que lhe mandara uma carta convidando-o para conhecer as caixas-fortes da instituição (pouquíssimas pessoas tinham acesso ao local, e ao executivo do banco lhe ocorrera que seria “um bom lugar para um romance”). A segunda carta era de uma fabricante de diamantes. Mais diretos, lhe ofereciam 10 mil libras para escrever um pequeníssimo conto – o único requisito era que incluísse uma pedrinha preciosa na história. A carta do banco pode ter sido apenas uma excentricidade, mas não é difícil de entender por que uma fabricante de diamantes – com o seu processo de produção brutal que começa no hemisfério Sul e termina na abertura de um champanhe na loja – escolheria alguém de estilo muito sutil como escritor da casa. A entrevistadora do evento riu quando Ishiguro contou a história, mas o tom dele era meio sombrio.

É um pouco deprimente que a publicidade e a literatura nem sempre estejam tão distantes. O publicitário seduz o público com narrativas; o escritor cria narrativas, e o quanto ele tenta ou não seduzir o público mostra o quão perto está de se tornar um publicitário. Um dos efeitos mais perniciosos da revolução tecnológica e das redes sociais foi aumentar o risco da intersecção dessas áreas – o romancista, assim como qualquer pessoa, é mais receptivo e vulnerável à opinião alheia em um mundo onde o contato com a opinião alheia parece um axioma. Diante das pressões do coletivo, a pessoa perde ou edita algo de sua complexidade individual; o romance perde algo de sua alienação saudável.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Alejandro Chacoff

Alejandro Chacoff, jornalista da piauí, trabalhou como analista político em Londres

Leia também

Últimas Mais Lidas

Deputados do PSL na China mandam recado para Bolsonaro sobre Previdência

Integrante da comitiva diz que presidente deveria defender grupo das críticas de Olavo de Carvalho e avisa: “FHC perdeu sua reforma por um voto. Quantos votos o governo tem aqui na China?”

Olavo lidera insurgência entre bolsonaristas

Guru da extrema direita ataca comitiva do PSL na China, deputada responde e briga provoca racha em grupos pró-Bolsonaro no WhatsApp

Novo cargo, novo trampolim para Doria no Facebook

Depois de quase dois anos de queda, interações no perfil do tucano mais que dobram após a posse; movimento é atípico em relação a outros governadores

Foro de Teresina #35: O decreto das armas, o teatro de Witzel e a prisão de Battisti

Podcast da piauí discute os fatos da semana na política nacional

Meu Querido Filho – riscos da obsessão paterna

Filme tunisiano reflete sobre a relação entre pais extremados e seus rebentos

“Despetização” de Onyx tem só 1% de petistas

Em uma semana, governo Bolsonaro exonera 293 de cargos de confiança para eliminar quem "tem marca ideológica clara”, mas só 35 são filiados a partidos, dos quais três, ao PT

Foro de Teresina #34: O bate-cabeça de Bolsonaro, os novos escândalos do governo e a crise no Ceará

Podcast da piauí analisa os fatos mais recentes da política nacional

Mourão não deixou filho desistir de promoção

Vice-presidente insistiu para Antônio Rossell Mourão aceitar cargo no BB, mesmo após a repercussão negativa: "Isso lhe pertence"

Sem médico, até repórter vira “doutor” para indígena na Amazônia

No Alto Solimões, onde 229 aldeias abrigam 70 mil índios de sete etnias, nenhum brasileiro apareceu para as vagas deixadas pelos cubanos

Espanto e incredulidade entre nós

Cultivar o passado ou lidar com a realidade: formas de reagir a novos tempos na política

Mais textos
1

Olavo lidera insurgência entre bolsonaristas

Guru da extrema direita ataca comitiva do PSL na China, deputada responde e briga provoca racha em grupos pró-Bolsonaro no WhatsApp

2

Deputados do PSL na China mandam recado para Bolsonaro sobre Previdência

Integrante da comitiva diz que presidente deveria defender grupo das críticas de Olavo de Carvalho e avisa: “FHC perdeu sua reforma por um voto. Quantos votos o governo tem aqui na China?”

3

Excelentíssima Fux

Como a filha do ministro do STF se tornou desembargadora no Rio

4

The BolsozApp Herald

A rede social mais patriótica do Brasil

5

Genocídio

Em reportagem de 1969, o extermínio sem fim dos índios no Brasil

7

Povos da megadiversidade

O que mudou na política indigenista no último meio século

8

“Despetização” de Onyx tem só 1% de petistas

Em uma semana, governo Bolsonaro exonera 293 de cargos de confiança para eliminar quem "tem marca ideológica clara”, mas só 35 são filiados a partidos, dos quais três, ao PT

10

Foro de Teresina #35: O decreto das armas, o teatro de Witzel e a prisão de Battisti

Podcast da piauí discute os fatos da semana na política nacional