questões de gênero

Retrato de uma menina

Ser transgênero aos 11 anos de idade

Roberto Kaz
Mel quis explicar para a turma do colégio como era ser transgênero. “A Luiza, minha melhor amiga, tinha dito que se eu não conseguisse ela me ajudava.”
Mel quis explicar para a turma do colégio como era ser transgênero. “A Luiza, minha melhor amiga, tinha dito que se eu não conseguisse ela me ajudava.” FOTO: ELLA DÜRST_2017

Em agosto do ano passado, Karina de Fazzio ainda chamava sua filha Melissa pelo nome de batismo. “Tenho um filho pequeno, o Miguel, que apresenta tendências de querer ser menina desde 1 ano de idade”, disse a mãe, de maneira objetiva, durante uma reunião com cerca de trinta pessoas no Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas, em São Paulo. Todos ouviam com atenção o seu relato. “Ele já quis cortar o pipi. Já falou que quer morrer e voltar menina. Um dia me pediu um remédio para ser normal. Eu chorei a tarde inteira.”

Era a primeira vez que Karina – uma mulher de 37 anos, expansiva, do tipo que põe ordem com autoridade numa festa infantil – participava do encontro de pais, médicos e psicólogos no Ambulatório Transdisciplinar de Identidade de Gênero e Orientação Sexual – setor do HC que cuida de pessoas que não se identificam com o gênero em que nasceram. A cada mês, os responsáveis pelas crianças e adolescentes que são acompanhados pelo ambulatório se reúnem para discutir e compartilhar experiências. Naquela sexta-feira, às oito da manhã, o grupo ocupava uma sala ampla, de paredes brancas e sem adornos, que costuma sediar aulas e palestras. As cadeiras haviam sido organizadas num grande círculo, para que todos pudessem se ver.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí
Roberto Kaz

Roberto Kaz

Repórter da piauí, é autor do Livro dos Bichos, pela Companhia das Letras

Leia também

Últimas Mais Lidas

Sem máscara, no meio da fumaça

Entre o combate às queimadas e o resgate frustrado de um bicho-preguiça, a rotina de trabalho de um bombeiro na Amazônia em chamas

Foro de Teresina #69: O racha no bolsonarismo, as derrotas do Posto Ipiranga e a farra do fundo eleitoral

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

O patriotismo como negócio

Vendas da Semana do Brasil, criada para incentivar consumo apelando ao Sete de Setembro, ficam 40% abaixo do esperado pelo governo

Maria Vai Com as Outras #3: Quero ser mãe, não quero ser mãe

Uma editora e uma advogada e escritora falam sobre os desdobramentos na vida de uma mulher quando ela decide ter ou não ter filhos

Vítimas de Mariana cobram R$ 25 bi de mineradora BHP na Inglaterra

Juiz deve decidir em junho se vai julgar o processo, o maior em número de vítimas da história do Reino Unido

Passarinho vira radar de poluição

Pesquisadores usam sangue de pardais para medir estrago de fumaça de carros e caminhões em seres vivos

Foro de Teresina #68: Censura na Bienal, segredos da Lava Jato e um retrato da violência brasileira

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Mais textos
1

Que falta faz uma boa direita

Bolsonaro e o liberalismo no Brasil

3

O patriotismo como negócio

Vendas da Semana do Brasil, criada para incentivar consumo apelando ao Sete de Setembro, ficam 40% abaixo do esperado pelo governo

4

A casa da memória

Mentir para tratar a demência

6

Sem máscara, no meio da fumaça

Entre o combate às queimadas e o resgate frustrado de um bicho-preguiça, a rotina de trabalho de um bombeiro na Amazônia em chamas

7

Vítimas de Mariana cobram R$ 25 bi de mineradora BHP na Inglaterra

Juiz deve decidir em junho se vai julgar o processo, o maior em número de vítimas da história do Reino Unido

8

Foro de Teresina #69: O racha no bolsonarismo, as derrotas do Posto Ipiranga e a farra do fundo eleitoral

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

9

A metástase

O assassinato de Marielle Franco e o avanço das milícias no Rio