A ideia de que Felipão é um sujeito truculento e tosco é contestada pelas pessoas próximas; figuras parecidas com ele são parte da paisagem nas regiões de colonização italiana no sul do país
Ver dados da foto A ideia de que Felipão é um sujeito truculento e tosco é contestada pelas pessoas próximas; figuras parecidas com ele são parte da paisagem nas regiões de colonização italiana no sul do país ILUSTRAÇÃO: KLEBER SALES_2014

Sem poesia, com afeto

Indiferente ao futebol-arte, Luiz Felipe Scolari encarna a figura do líder paternal que cobra e protege seus jogadores em nome da vitória a qualquer preço
Daniel Galera
Tamanho da letra
A- A+ A
A ideia de que Felipão é um sujeito truculento e tosco é contestada pelas pessoas próximas; figuras parecidas com ele são parte da paisagem nas regiões de colonização italiana no sul do país ILUSTRAÇÃO: KLEBER SALES_2014

  English version

Minutos antes do início do amistoso entre Brasil e África do Sul, ocorrido no dia 5 de março deste ano, em Joanesburgo, o técnico Luiz Felipe Scolari concedeu uma entrevista ao vivo na beira do campo a um repórter da Rede Globo. Foram apenas duas perguntas. A equipe tentaria reproduzir o bom desempenho da última Copa das Confederações, da qual saiu campeã após um convincente 3 a 0 contra a Espanha na final? Felipão pretendia observar em campo os recém-convocados Rafinha e Fernandinho para decidir se teriam vaga na convocação para a Copa do Mundo de 2014?

Com o semblante coberto do mais profundo tédio, o técnico respondeu às perguntas com muxoxos que eram versões afirmativas e simplificadas das próprias perguntas. De repente, o ruído já elevado da torcida dentro do estádio atingiu níveis ensurdecedores, um pandemônio de gritos e vuvuzelas. Felipão franziu o cenho, encolheu-se, acenou com a cabeça em menção ao barulho e, para perplexidade do repórter global, se retirou dizendo algo como: “Deixa pra depois.”

SÓ PARA ASSINANTES.

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site, inclusive imagens, logotipos, fotografias e podcasts, são de propriedade da revista piauí ou de seu criador original. A reprodução, adaptação, modificação ou utilização do conteúdo aqui disponibilizado, parcial ou integralmente, é expressamente proibida sem a permissão prévia da revista ou do titular dos direitos autorais.

ASSINANTE PIAUÍ

Use o mesmo e-mail e senha cadastrados no site da Ed. Abril no ato da assinatura. Esqueceu a senha ou o e-mail ?