Um mestre do estilo mongo-ginasiano

Quadrinhos de um exímio rabiscador de caneta esferográfica
Andrício de Souza, Laerte Coutinho
Tamanho da letra
A- A+ A

A primeira impressão que se tem ao olhar para um desenho de Andrício de Souza é de que ele desenha mal. Muito mal. A caneta esferográfica, usada em todo o seu “esplendor” cromático (ou seja, nas cores azul, vermelho e preto), o faz parecer um rabiscador de caderno de escola. É meia verdade: Andrício é um exímio rabiscador de caderno de escola.

Conheci seus desenhos dois anos atrás, pela internet. Fiquei fascinada com o traço e o humor, tão finos quanto sacrílegos. Andrício parece se basear em fotografias para desenhar, mas as manipula a ponto de transformar imagens realistas em caricaturas, em algo como um meme permanente.

De certa forma, o desenho de Andrício me remete a Rita Lee, que se refere ao próprio estilo de texto tuitado como “mongo-ginasiano”. Acredito que Andrício faça parte da mesma vertente – e, num mundo tão repleto de imagens realistas, um desenho aparentemente tosco é na verdade algo muito sofisticado.

ASSINANTE PIAUÍ

Use o mesmo e-mail e senha cadastrados no site da Ed. Abril no ato da assinatura. Esqueceu a senha ou o e-mail ?