edição do mês

Na piauí_140

A capa e os destaques da revista que começa a chegar às bancas nesta sexta-feira

02maio2018_20h44

A piauí_140 chega às bancas nesta sexta-feira. A capa da edição foi feita pela artista russa radicada na Armênia Nadia Khuzina. Em “A guerra do PCC”, o repórter Allan de Abreu conta como a facção criminosa se internacionaliza com o tráfico de cocaína e como, pela primeira vez, o líder Marcos Camacho, o Marcola, vê seu poder ameaçado.

Na reportagem “O herdeiro”, o jornalista Fabio Victor traça o perfil do pré-candidato a presidente e líder dos sem-teto, Guilherme Boulos, que se aproxima de Lula e cria embaraços para seu partido, o PSOL.

A edição traz o ensaio “Nota sobre o calabouço”, de Flora Thomson-DeVeaux, no qual a autora investiga o papel do poder público na tortura de escravos no Rio. Em “A revanche da babá”, o editor da piauí Armando Antenore acompanha a jornada de uma atriz contra o racismo. Em “A Copa é deles”, Alejandro Chacoff trata dos paradoxos de uma Copa do Mundo em tempos de xenofobia.

No texto “Do sonho rooseveltiano ao pesadelo golpista”, introdução do livro O Lulismo em Crise: Um Quebra-Cabeça do Período Dilma (2011-2016) a ser lançado pela Companhia das Letras no final de maio –, André Singer escreve sobre as contradições, a ascensão e o declínio do lulismo. Em “Pensando em Paul Singer”, o crítico literário Roberto Schwarz se despede de Singer, economista e referência intelectual da esquerda brasileira, que morreu em 16 de abril.

Na seção de humor The piauí Herald, a revista apresenta o Piauíflix, o “serviço de streaming mais liberal do país”, com programas como Narcos Valério e La Casa de Geddel.

Leia também

Últimas Mais Lidas

Da várzea à taça, os astronautas da bola

Em série de vídeos da piauí, grandes jogadores recuperam histórias de seus mundiais e iluminam a maior paixão coletiva do Brasil

O sistema funciona. Mas a que preço?

Arranjo institucional brasileiro garante a governabilidade, mas sacrifica a divisão de Poderes e a relevância das eleições legislativas

Depois do desemprego vem o desalento

Crise econômica converteu Salvador na capital brasileira dos desalentados, aqueles que se frustram com o insucesso e param de procurar trabalho

Civilização e barbárie

Jair Bolsonaro não é um candidato a mais na disputa

Maria vai com as outras #4: Profissão família

A jornalista Leticia Nascimento, o radialista Paulinho Coruja e a atriz Vanessa Lóes contam como deixaram suas carreiras para cuidar dos filhos e da vida doméstica

Lula, da cela à tela

Após prende e solta, candidatura do PT volta a ficar em evidência e tumultua a corrida presidencial

Vai uma quentinha aí?

Com a crise econômica, um desempregado alimenta o outro, literalmente

piauí estreia colunas diárias sobre as eleições

Nove cientistas políticos e jornalistas vão debater a campanha deste ano

As Boas Maneiras – sinal de alerta

Filme de Marco Dutra e Juliana Rojas coloca em cena a improvável relação homossexual entre patroa e empregada para despistar o espectador de seu verdadeiro tema

Dario, o órfão, ex-ladrão e ex-grosso que virou Dadá

O campeão mundial em 70 relembra o seu começo no futebol, do primeiro chute aos 19 anos ao técnico que percebeu nele, apesar dos tropeções, um goleador

Mais textos