cartas

Prezados @leitores

Notas aleatórias da redação aos comentários sobre a revista nas redes sociais

22dez2017_15h01

Em respeito às centenas de leitores – e até não leitores que escrevem diariamente ou instantaneamente sobre a piauí nas redes sociais, a direção da revista selecionou algumas mensagens para serem respondidas.

Durante os últimos dias, nosso editor vasculhou o Twitter e o Facebook e escolheu os comentários mais elogiosos, abusados ou nonsense de 2017.

Ei-los:

1. Carlos Nazário sobre o vídeo "Por trás da capa", com nossa diretora de arte, Maria Cecilia Marra:[piaui_image imagem="340382"]Nota desapegada da redação: Muito obrigado, Nazário, mas você está exagerando. Nem sempre acertamos. Exemplo: um dos profissionais pátrios que demos para valorizar é o Roberto Kaz, repórter aqui da redação. No caso, produzimos uma bolha especulativa. Ele não vale metade do que ganha.

 

2. Sobre a capa da piauí_131, de agosto, com o Lula crucificado:

Nota severa da redação: É pouco, Thiago. Quando a alta cúpula da revista viu a capa, interrompeu o retiro religioso mensal para submeter os responsáveis da obra grotesca a um julgamento sumário inspirado pelo rito jurídico Talibã. A Justiça foi feita, glória a Deus.

3. Sobre a periodicidade e espessura da revista:

Nota apreensiva da redação: Douglas, tua mãe e nós andamos preocupados contigo. Não está na hora de você arrumar um empreguinho? Ajudar nas contas da casa? Ocupar melhor o teu tempo?

Nota geriátrica da redação: Se a proposta do Douglas aí de cima vingar, a próxima edição da piauí te acompanhará até a decrepitude.

4. Sobre a receita para a intelectualidade:

Nota histórica da redação: O próprio Beethoven não compunha uma só melodia sem antes ler a piauí de capa a capa. Parece que ficou surdo ao tomar um tapa do vizinho, que o viu furtando o exemplar da revista (exemplar dele, vizinho) num mês em que a entrega atrasou. Já Hegel tentou ler a piauí e achou difícil.

5. Sobre a carta dos advogados do ex-procurador Marcello Miller após a publicação da reportagem “Anatomia de uma delação”, na piauí_133:

Resposta honesta da redação: A gente inventa.

6. Sobre a edição de outubro:

Nota realista da redação: Você só escreveu isso porque ainda não tinha visto a edição de novembro...

7. Sobre a ilustração da artista russa Nadia Khuzina para a capa de novembro da piauí:

Nota de Vladimir Putin: Работает дистанционно с помощью пульта дистанционного управления: это те журналисты, которых мы больше всего восхищаем.

8. Sobre o tamanho da piauí:

Nota dermatológica da edição: Não, não, a piauí não foi feita para ser atochada numa mochila. Vivemos num país tropical de sol inclemente. Entre 10 da manhã e 5 da tarde, segure-a acima da cabeça para se proteger dos raios ultravioleta. Isso evitará melanomas vários e envelhecimento precoce. Não é outra a razão pela qual a piauí é recomendada pela Sociedade Brasileira de Oncologia e conta com o endosso entusiástico da Anvisa. Resumo: ao invés de gastar uma fortuna com protetor solar fator 60, assine a revista.

9. Sobre ideias para o futuro:

Nota sincera da redação: Dado os tipos que trabalham nessa redação, é mais provável que a gente crie uma seção sobre cultura canalhista. PIAUEVIL. Cannabis é coisa de bicho-grilo vegetariano que se preocupa com o destino do planeta. Temos mais afinidade com Maluf, Garotinho, Cabral, Geddel, Aécio, Palocci.

Leia também

Últimas Mais Lidas

STJ, novo ringue de Bolsonaro

Tribunal tem papel decisivo na crise entre presidente e governadores

Witzel a Jato 

Celeridade da Procuradoria da República contra governador do Rio surpreende na operação que expôs contratos da primeira-dama com um dos maiores fornecedores do estado

Esgares e sorrisos

Cinemateca Brasileira em questão

Sem prova nem lápis emprestado

Estudante brasileira em Portugal relata transformações na rotina escolar depois da epidemia de Covid-19

Na contramão do governo, brasileiros acreditam mais na ciência

Pesquisa inédita aponta que, durante a pandemia, 76% dos entrevistados se mostraram mais interessados em ouvir orientações de pesquisadores e cientistas

Médico no Rio se arrisca mais e ganha menos

Governo Witzel corta adicionais de insalubridade de profissionais que atuam contra a Covid-19 em hospital da Uerj

Maria vai com as outras #8: Ela voltou

Monique Lopes, atriz pornô e acompanhante, fala novamente com Branca Vianna, agora sobre seu trabalho durante a pandemia do novo coronavírus

Autor de estudo pró-cloroquina admite erros em pesquisa

Enquanto isso, maior investigação já realizada sobre a droga reitera que não há benefício comprovado contra Covid-19 e alerta para riscos

Mortos que o vírus não explica

Belém tem quase 700 mortes a mais do que o esperado apenas em abril; oficialmente, Covid-19 só matou 117

Mais textos
1

Dentro do pesadelo

O governo Bolsonaro e a calamidade brasileira

2

Mortos que o vírus não explica

Belém tem quase 700 mortes a mais do que o esperado apenas em abril; oficialmente, Covid-19 só matou 117

3

Autor de estudo pró-cloroquina admite erros em pesquisa

Enquanto isso, maior investigação já realizada sobre a droga reitera que não há benefício comprovado contra Covid-19 e alerta para riscos

4

Amazônia perto do calor máximo

Pesquisa inédita revela que, acima de 32 graus Celsius, florestas tropicais tendem a emitir mais carbono na atmosfera do que absorver

5

Nem limão, nem feijões: sem milagres contra a Covid-19

Ministério Público e polícia investigam “receitas infalíveis” contra o vírus

6

Médico no Rio se arrisca mais e ganha menos

Governo Witzel corta adicionais de insalubridade de profissionais que atuam contra a Covid-19 em hospital da Uerj

8

Uma biografia improvável

O que são vírus – esses parasitas que nos deram nada menos que 8% do nosso DNA

9

Lockdown à brasileira

Como estados e municípios usam estratégias de confinamento com prazos e métodos distintos contra a Covid-19

10

Foro de Teresina #101: Bolsonaro sob pressão

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana