o que publicamos

A semana no site da piauí

As mudanças no comando da Oi, o antipetismo estratégico de Ratinho, as dúvidas sobre a autoria de originais deixados por Niemeyer e outras histórias

15dez2017_18h45
O “companheiro” Ratinho com uma foto autografada por Lula em 2003
O “companheiro” Ratinho com uma foto autografada por Lula em 2003 FOTO: BRUNO STUCKERT_FOLHAPRESS

Em um plano revelado na última segunda-feira, os atuais controladores da Oi perdem espaço no comando da maior operadora de telefonia fixa do Brasil. Pela proposta, os credores também mandam. A mudança era tudo o que o empresário Nelson Tanure tentava evitar. Seus adversários ganham poder até mesmo para indicar conselheiros, conta a repórter Consuelo Dieguez.

Consuelo já havia escrito sobre a briga pelo controle da empresa no final de novembro, na reportagem Jogo sujo na Oi, que detalha as acusações de espionagem, chantagem e ameaças de morte que pesam contra Tanure.

Ex-amigo de Lula, o apresentador Ratinho apela à onda antipetista para fazer de Ratinho Junior governador do Paraná. Ratinho pai guarda mágoa da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, por uma declaração dela em 2012. E, em uma conversa com o repórter Rafael Moro Martins, relembra o caso em termos duros: “Ela desqualificou o meu filho e se tornou minha inimiga. Eu quero que ela morra.” Leia aqui.

Há seis meses, o célebre escritório de Oscar Niemeyer foi desativado. Na reportagem O gênio abandonado, a repórter Elisângela Mendonça revela que, por trás do fechamento, estão 70 mil reais em dívidas, risco de penhora e dúvidas sobre a autoria de projetos deixados pelo arquiteto.

Depois de assistir à pré-estreia de”Lumière! A Aventura Começa”, coletânea que devolve parte da filmografia dos irmãos Lumière às telas dos cinemas, Eduardo Escorel escreve sobre a invenção do Cinematógrafo Lumière. Patenteada em 1895, a câmera a manivela filmava, revelava e projetava na tela uma sucessão de imagens estáticas, cada uma quase idêntica à seguinte, que criavam a ilusão de reproduzirem o movimento.

questões de traço e letra, por Dedé Laurentino:

Leia também

Últimas Mais Lidas

Maria Vai Com as Outras #3: Quero ser mãe, não quero ser mãe

Uma editora e uma advogada e escritora falam sobre os desdobramentos na vida de uma mulher quando ela decide ter ou não ter filhos

Vítimas de Mariana cobram R$ 25 bi de mineradora BHP na Inglaterra

Juiz deve decidir em junho se vai julgar o processo, o maior em número de vítimas da história do Reino Unido

Passarinho vira radar de poluição

Pesquisadores usam sangue de pardais para medir estrago de fumaça de carros e caminhões em seres vivos

Foro de Teresina #68: Censura na Bienal, segredos da Lava Jato e um retrato da violência brasileira

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Presos da Lava Jato unidos contra os ratos e o tédio

Condenados por crimes de colarinho-branco já caçaram roedores e fizeram faxina em complexo penal; transferidos para hospital penitenciário e sem ter o que fazer, gastam o tempo com dominó  

O maestro e sua orquestra – andamento lento e músicos desafinados

Governo se julga no direito de “filtrar” projetos incentivados com verba pública, mas filtrar é eufemismo para censurar

Quando a violência vem de quem deveria proteger

Quatro meninas são estupradas por hora, a maior parte dentro de casa, e 17 pessoas são mortas pela polícia por dia, revelam dados do Anuário de Segurança Pública

“Poderia ter sido eu a morrer ali no ponto de ônibus”

Como a morte espreita a juventude negra no Rio de Janeiro, estado com maior taxa de homicídios em ações policiais

Léros Léros em Itaipu

Brasil se recusa a pagar prejuízo de US$ 54 milhões; presença de suplente do PSL em reuniões binacionais aumenta crise e atrapalha renegociação para 2023

Mais textos
1

Vítimas de Mariana cobram R$ 25 bi de mineradora BHP na Inglaterra

Juiz deve decidir em junho se vai julgar o processo, o maior em número de vítimas da história do Reino Unido

2

“Poderia ter sido eu a morrer ali no ponto de ônibus”

Como a morte espreita a juventude negra no Rio de Janeiro, estado com maior taxa de homicídios em ações policiais

3

Presos da Lava Jato unidos contra os ratos e o tédio

Condenados por crimes de colarinho-branco já caçaram roedores e fizeram faxina em complexo penal; transferidos para hospital penitenciário e sem ter o que fazer, gastam o tempo com dominó  

4

Léros Léros em Itaipu

Brasil se recusa a pagar prejuízo de US$ 54 milhões; presença de suplente do PSL em reuniões binacionais aumenta crise e atrapalha renegociação para 2023

5

A guerra contra o termômetro

Quando chegam más notícias sobre o desmatamento, os governos atacam o emissário

7

Bacurau – celebração da barbárie

Filme exalta de modo inquietante parceria entre povo desassistido e bandidos

9

Sem SUS, sem saída, sem vida

Sem dinheiro para pagar dívidas médicas nos Estados Unidos, idoso mata mulher e se suicida; tragédia amplia debate sobre acesso a sistema público de saúde

10

Foro de Teresina #68: Censura na Bienal, segredos da Lava Jato e um retrato da violência brasileira

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana