o que publicamos

A semana no site da piauí

A suspensão de atividades no Sesc Rio, o protesto contra o aumento da tarifa em São Paulo, a rotina de um líder social ameaçado de morte na Colômbia e outras histórias

12jan2018_20h23
Manifestantes marcham contra o aumento da tarifa de ônibus em São Paulo
Manifestantes marcham contra o aumento da tarifa de ônibus em São Paulo FOTO: JULIANA DEODORO

A jornalista Juliana Deodoro acompanhou o protestorealizado pelo Movimento Passe Livre na última quinta-feira em São Paulo. Na largada do ano que considera “mais propício” para repetir 2013, o MPL reuniu poucos milhares em um bairro fora do centro e insiste em ficar à margem das discussões eleitorais.

Afastada pela Justiça sob suspeita de desvio de recursos, a diretoria do Sesc no Rio tomou uma última medida antes de deixar a entidade: aumentou a folga de fim de ano dos funcionários e, com isso, suspendeu de aulas de natação e futebol a atendimentos odontológicos em unidades do estado. Confira nareportagem de Cristiane Barbieri.

O repórter Bernardo Esteves relata os esforços de uma equipe de cientistas para proteger os atobás-marrons em Fernando de Noronha. As aves, que fazem seus ninhos no chão, são as principais vítimas dos roedores que infestam o arquipélago.

Na piauí deste mês, disponível nas bancas, Esteves narra a luta dos ambientalistas para erradicar os ratos em uma das ilhas de Fernando de Noronha. A reportagem Estranhos no paraíso está disponível no site para assinantes da revista.

Depois da guerrilha, outra guerra: Rodrigo Pedroso conta a rotina de riscos de um líder social ameaçado de morte na Colômbia pós-FARC, onde um ativista é assassinado a cada três dias.

piauí fez a conta para mostrar o peso de cada um dos 373 itens na cesta do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo e descobriu que planos de saúde, gasolina e conta de luz são os itens que mais esvaziaram os bolsos dos brasileiros em 2017. Eles têm algo mais em comum: vão continuar subindo. Entenda melhor com o texto de José Roberto de Toledo.

 

Eduardo Escorel comenta o filme Thelma, do diretor Joachim Trier. Estruturado a partir de um enigma inquietante, o longa amarga fracasso comercial e rejeição da crítica. “A verdade é que filmes julgados ‘imperfeitos’ e ‘irregulares’ podem ter qualidades que os tornam valiosos”, avalia o crítico.

O repórter Chico Felitti escreve sobre Carne y Arena, obra premiada de realidade virtual do cineasta mexicano Alejandro González Iñárritu. Criada a partir de histórias de imigrantes ilegais, a obra leva visitantes a viver a experiência de refugiados cruzando deserto, na fronteira sul dos Estados Unidos.

 

Leia também

Últimas Mais Lidas

O patriotismo como negócio

Vendas da Semana do Brasil, criada para incentivar consumo apelando ao Sete de Setembro, ficam 40% abaixo do esperado pelo governo

Maria Vai Com as Outras #3: Quero ser mãe, não quero ser mãe

Uma editora e uma advogada e escritora falam sobre os desdobramentos na vida de uma mulher quando ela decide ter ou não ter filhos

Vítimas de Mariana cobram R$ 25 bi de mineradora BHP na Inglaterra

Juiz deve decidir em junho se vai julgar o processo, o maior em número de vítimas da história do Reino Unido

Passarinho vira radar de poluição

Pesquisadores usam sangue de pardais para medir estrago de fumaça de carros e caminhões em seres vivos

Foro de Teresina #68: Censura na Bienal, segredos da Lava Jato e um retrato da violência brasileira

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Presos da Lava Jato unidos contra os ratos e o tédio

Condenados por crimes de colarinho-branco já caçaram roedores e fizeram faxina em complexo penal; transferidos para hospital penitenciário e sem ter o que fazer, gastam o tempo com dominó  

O maestro e sua orquestra – andamento lento e músicos desafinados

Governo se julga no direito de “filtrar” projetos incentivados com verba pública, mas filtrar é eufemismo para censurar

Quando a violência vem de quem deveria proteger

Quatro meninas são estupradas por hora, a maior parte dentro de casa, e 17 pessoas são mortas pela polícia por dia, revelam dados do Anuário de Segurança Pública

Mais textos