Igualdades

As festas da Covid

Emily Almeida, Amanda Gorziza e Renata Buono
11jan2021_12h24

Apesar da pandemia, o movimento nas ruas brasileiras foi intenso durante as festas de fim de ano. Em Praia Grande, cidade que Bolsonaro visitou no Ano-Novo, houve crescimento de 700% no movimento das praias no dia 1º de janeiro de 2021, na comparação com a média diária dos dois primeiros meses de 2020. Foi um aumento quatro vezes maior que o registrado na segunda-feira de Carnaval de 2020 (dia 24 de fevereiro), quando o coronavírus ainda não circulava pelo país. O movimento em mercados de Mangaratiba, onde Neymar festejou o Réveillon, cresceu mais de 200%. Os dados foram coletados pelo Google em relatórios feitos para ajudar autoridades de saúde no combate à Covid-19. Eles permitem identificar tendências de deslocamento por região e locais específicos, como mercados, restaurantes e áreas públicas. A média base, usada para calcular as variações de movimentação, leva em conta o período de 3 de janeiro a 6 de fevereiro de 2020. Com base nesses dados, o =igualdades analisou que locais tiveram maior aumento de movimentação durante os feriados de fim de ano.

No feriado de Ano-Novo, no Brasil, muitas cidades praianas tiveram aumento significativo na movimentação de pessoas, conforme mostram dados de mobilidade compilados diariamente pelo Google. A cidade de Praia Grande, em São Paulo, foi a que teve o maior aumento: na comparação com a média pré-pandemia, o volume de pessoas cresceu 700%. Em seguida vem Arroio do Sal (RS), com alta de 394%, e Peruíbe (SP), com 370%.

Praia Grande, em São Paulo, foi a cidade que teve maior aumento na circulação de pessoas no dia 1 de janeiro de 2021. Foi por lá que o presidente Jair Bolsonaro passeou de barco e se juntou a uma multidão de banhistas na areia. Em comparação com a média do período pré-pandemia, a cidade teve aumento de 700% no fluxo de pessoas no Ano-Novo. Em 24 de fevereiro, no Carnaval de 2020, quando ainda não havia coronavírus no Brasil, o aumento havia sido de 168% em relação à média diária. Ou seja, o movimento em Praia Grande no Ano-Novo foi quatro vezes maior que o registrado no Carnaval.

Mangaratiba, município carioca que abrigou a festa de Réveillon de Neymar, teve aumento de 203% no movimento em mercados no dia 31 de dezembro de 2020, na comparação com a média diária pré-pandemia. Foi uma das cidades do Brasil com maior crescimento desse índice. Já a capital do Rio de Janeiro teve um aumento menor, de 25%.

Desde o início da pandemia, o movimento em mercados e farmácias nunca tinha sido tão grande no Brasil quanto foi no dia 24 de dezembro. Nesta data, ficou 67% acima da média do período pré-pandemia. Já o Reino Unido, que entrou em novo lockdown às vésperas do Natal, teve apenas 14% de crescimento nas idas ao mercado. Ou seja, o movimento nos mercados brasileiros cresceu cinco vezes mais que no Reino Unido no Natal de 2020.

Com o recrudescimento da epidemia no Reino Unido, o país precisou adotar medidas rígidas de isolamento no final de 2020 para frear a doença. Com isso, em 31 de dezembro, o movimento em restaurantes e cafés de Londres ficou 96% abaixo da média diária do período pré-pandemia. Já o Rio de Janeiro não se isolou tanto assim: no último dia do ano, os restaurantes da cidade tiveram queda de apenas 49%.

O Réveillon deste ano teve mais gente nas estradas do que o do ano passado. Em Minas Gerais, a circulação de carros em rodovias federais no dia 31 de dezembro foi 48,4% maior que na mesma data de 2019. Já em São Paulo, o crescimento foi de 27%. O aumento era esperado – com a pandemia, mais brasileiros optaram por pegar a estrada.

A cidade de Natal teve um aumento de 59% no movimento nas praias durante o Ano-Novo, no dia 1º de janeiro. Foi um crescimento 4,5 vezes maior que o de Florianópolis, onde a movimentação de pessoas nas praias cresceu 13% no feriado.

 

Fontes: Relatórios de Mobilidade da Comunidade do Google; Sem Parar.

Nota metodológica: o aumento da movimentação nas praias foi calculado com base na categoria “parques” do relatório do Google, já que esta categoria abarca locais públicos de maneira geral. As dez cidades com maior aumento de circulação na categoria “parques” durante os feriados de fim de ano foram cidades praianas.

Emily Almeida (siga @emilycfalmeida no Twitter)

Repórter da piauí

Amanda Gorziza (siga @amandalcgorziza no Twitter)

Estagiária de jornalismo na piauí

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

leia mais

Últimas Mais Lidas

Matemática que multiplica horas e projetos

Universitário do interior de Alagoas conta como realizou o sonho de conquistar medalhas em olimpíadas científicas e hoje incentiva outros jovens a participar dos concursos

O fim do dinheiro no país dos pixelados

Com o Pix a pleno vapor, cai a circulação de papel-moeda e bancos fecham cada vez mais agências; economia digital, no entanto, ainda exclui parte dos brasileiros

No rastro da Covaxin

Assim como a PF, a piauí vem investigando a Precisa Medicamentos e o escândalo da vacina indiana. Para entender melhor o caso, confira o roteiro do que já publicamos

Foro de Teresina #168: Bolsonaro janta os salvadores da pátria

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Quando a cruz vira espada

Seguindo o manual dos autocratas, Bolsonaro apela à radicalização religiosa para dividir o país e corroer ainda mais a democracia

A ferida aberta do Itamaraty

Homenagem feita por jovens diplomatas a José Jobim, morto pela ditadura, constrange o governo e reaviva o caso, até hoje não esclarecido

Mais textos