=igualdades

Associação evangélica deve, sozinha, meio bilhão à Previdência

Luigi Mazza e Renata Buono
23set2020_10h39

De todo o dinheiro que as igrejas devem à União, a maior parte diz respeito a dívidas previdenciárias. Alguns casos chamam atenção: o Instituto Geral Evangélico, associação que tem sede no Rio de Janeiro, acumula, sozinho, uma dívida de 555 milhões de reais com a Previdência. É um valor tão alto que equivale a mais de 60% das dívidas previdenciárias de todas associações religiosas do país. Em geral, esse tipo de dívida é formado por contribuições ao INSS que as igrejas e institutos ligados a elas deixaram de recolher.

Ao sancionar em parte o Projeto de Lei 1581/2020, no último dia 11, o presidente Jair Bolsonaro anistiou as dívidas de igrejas e associações religiosas com a Previdência. São cerca de 905 milhões de reais devidos à União. As outras dívidas não foram perdoadas, mas isso pode mudar: agora cabe à Câmara dos Deputados decidir sobre os trechos que foram vetados por Bolsonaro. O próprio presidente, depois de ter vetado parte do perdão às dívidas das igrejas, recomendou que o Congresso derrubasse sua decisão.

Além da Previdência, as igrejas e entidades religiosas somam uma dívida de 397 milhões de reais por tributos não pagos – impostos devidos à Receita Federal, multas trabalhistas, criminais, ou valores não pagos ao FGTS, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço.

Fonte: Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

Luigi Mazza (siga @LuigiMazzza no Twitter)

Repórter da piauí

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

Leia também

Últimas

O mantra do negacionismo namastê

Praticantes de um estilo de vida supostamente saudável recorrem à desinformação e recusam a vacina

A única semelhança

Cientista de dados negro, preso por engano no Rio depois de reconhecimento por foto, narra os dias no cárcere e a dificuldade para ser solto

Nos erros de reconhecimento facial, um “caso isolado” atrás do outro

Presos por engano, cientista de dados, mototaxista e motorista têm algo mais em comum: são negros

Foro de Teresina #169: O vírus mal-disfarçado do bolsonarismo

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Na crise climática, Congresso tira o corpo fora

Metade dos parlamentares se diz muito preocupada com o meio ambiente no Brasil, mas só 7% acham que seus colegas têm o mesmo interesse; maioria atribui a crise ao governo

Mais textos