=igualdades

Brasil tem uma São Paulo de desempregados

Luigi Mazza, Marcos Amorozo e Renata Buono
09nov2020_10h30

Em setembro, a taxa de desemprego no Brasil bateu novo recorde: 13,5 milhões de pessoas estão sem emprego, segundo dados do IBGE. Se todas essas pessoas estivessem concentradas numa só cidade, essa cidade seria mais populosa do que São Paulo, que tem cerca de 12 milhões de habitantes e é o município mais populoso de todo o Hemisfério Sul.

A taxa de desemprego cresceu mês a mês, desde que a pandemia aportou no Brasil. Em maio, o país registrou 10,1 milhões de desempregados. Em julho, já eram 12,5 milhões. Agora, são 13,5 milhões – em torno de 6% da população. Nos Estados Unidos, que tem população bem maior do que a brasileira, o número de desempregados em outubro era de 11,1 milhões, segundo dados do Departamento de Trabalho americano.

Alguns estados têm uma taxa de desemprego superior à média nacional, que é de 14%. No Rio de Janeiro, por exemplo, 16,1% da população economicamente ativa estava sem emprego, em setembro. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) reflete esse quadro: o Rio de Janeiro foi o estado que mais fechou vagas, proporcionalmente à população. De março a setembro, 996 a cada 100 mil fluminenses perderam o emprego. É o triplo do que foi a taxa em Minas Gerais, onde 315 a cada 100 mil mineiros tiveram a vaga de emprego fechada na pandemia.

Fontes: Pnad Contínua (IBGE); Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged); U.S. Departament of Labour.

Luigi Mazza (siga @LuigiMazzza no Twitter)

Repórter da piauí

Marcos Amorozo (siga @marcosamrz no Twitter)

Produtor do Foro de Teresina e repórter na piauí, é estudante da Universidade de Brasília (UnB)

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

Leia também

Últimas

Matemática que multiplica horas e projetos

Universitário do interior de Alagoas conta como realizou o sonho de conquistar medalhas em olimpíadas científicas e hoje incentiva outros jovens a participar dos concursos

O fim do dinheiro no país dos pixelados

Com o Pix a pleno vapor, cai a circulação de papel-moeda e bancos fecham cada vez mais agências; economia digital, no entanto, ainda exclui parte dos brasileiros

No rastro da Covaxin

Assim como a PF, a piauí vem investigando a Precisa Medicamentos e o escândalo da vacina indiana. Para entender melhor o caso, confira o roteiro do que já publicamos

Foro de Teresina #168: Bolsonaro janta os salvadores da pátria

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Quando a cruz vira espada

Seguindo o manual dos autocratas, Bolsonaro apela à radicalização religiosa para dividir o país e corroer ainda mais a democracia

Mais textos