=igualdades

A cada três crianças assassinadas no Brasil, duas têm entre 0 e 4 anos

Hellen Guimarães e Renata Buono
30jul2021_17h15

Ao todo, 267 crianças de 0 a 11 anos foram assassinadas no Brasil em 2020. O número representa um aumento de 1,9% em relação a 2019. Entre essas vítimas, 64% tinham a faixa etária mais vulnerável, de 0 a 4 anos. Já os adolescentes de 12 a 19 anos mortos violentamente no ano passado totalizam 5.855 vítimas, 3,6% a mais que em 2019.

As maiores taxas de mortes violentas intencionais de crianças e adolescentes estão em estados do Norte e Nordeste. Os estados com piores taxas de mortes de crianças e adolescentes por 100 mil habitantes são Ceará (27,2), Rio Grande do Norte (20,9), Sergipe (20,6) e Pernambuco (20,3).

Fonte: Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2021

Hellen Guimarães (siga @HellenGuimaraes no Twitter)

Repórter da piauí. Trabalhou em O Globo, Extra, Época e Agência Lupa

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

Leia também

Últimas

Reforma administrativa ameaça democracia

Fim da estabilidade dos servidores, uma das propostas da mudança, fragiliza o Estado e coloca em risco as políticas públicas

Matemática que multiplica horas e projetos

Universitário do interior de Alagoas conta como realizou o sonho de conquistar medalhas em olimpíadas científicas e hoje incentiva outros jovens a participar dos concursos

O fim do dinheiro no país dos pixelados

Com o Pix a pleno vapor, cai a circulação de papel-moeda e bancos fecham cada vez mais agências; economia digital, no entanto, ainda exclui parte dos brasileiros

No rastro da Covaxin

Assim como a PF, a piauí vem investigando a Precisa Medicamentos e o escândalo da vacina indiana. Para entender melhor o caso, confira o roteiro do que já publicamos

Foro de Teresina #168: Bolsonaro janta os salvadores da pátria

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Mais textos