Jorge Murtinho

Jorge Murtinho foi autor do blog questões de futebol no site da piauí

histórias publicadas

Apresentação
questões do futebol

Apresentação

Salve geral
questões do futebol

Salve geral

“Fim de papo! Kleber, Loureiro!” Era assim que o rubro-negro vozeirão de Jorge Curi anunciava o final dos clássicos no Maracanã, dando a deixa para que os repórteres de campo da Rádio Globo – Kleber Leite e Loureiro Neto – invadissem o gramado para as entrevistas de praxe.

E é assim, pegando carona em um dos mais conhecidos bordões das transmissões radiofônicas do futebol carioca, que anuncio o final da minha participação aqui.

Tempo de vagabundagem
questões do futebol

Tempo de vagabundagem

George Best nasceu em Belfast, o que, além de ser uma pista para os excessos em relação à bebida, o impediu de brilhar em competições entre seleções. E como o futebol de clubes estava longe de proporcionar o prestígio internacional de que hoje desfrutam Messi, Cristiano Ronaldo, Ibrahimovic e muitos mais, Best nunca foi tão conhecido entre os brasileiros. Mas era o diabo dentro de campo, tanto quanto fora dele. Virou nome de aeroporto em sua cidade natal, deu origem à frase “Maradona good. Pelé better. George Best." e morreu aos 59 anos, em Londres.

A versão atualizada do Caboclinho Querido
questões do futebol

A versão atualizada do Caboclinho Querido

Chega a ser desumano obrigar alguém a parar de trabalhar. E só quem pode decidir se chegou ou não a hora de se aposentar é o próprio. Por outro lado, no caso de artistas, esportistas e o que se convencionou chamar de “pessoas públicas”, ninguém gosta de ouvir ou ler seguidos anúncios não confirmados de aposentadoria, que soam como se o cara estivesse desesperado por coros de fica, fica, fica.

Chamem a mulher do Federer
questões do futebol

Chamem a mulher do Federer

A mulher do tenista Roger Federer, Mirka Federer, causou mal estar depois de chamar o adversário de seu marido de “bebê chorão”. Federer disputava a semifinal da ATP contra o também suíço Stanislas Wawrinka. O episódio terminou na desistência de Federer em jogar a final contra o tenista sérvio Novak Djokovic. O Brasil também tem bebês chorões. Entram nessa lista alguns treinadores de futebol que colocam a culpa em condições externas, e nunca no treinamento do time ou na escalação. 

Os quatro volantes que explicam Marcelo Oliveira
questões do futebol

Os quatro volantes que explicam Marcelo Oliveira

Temos o mau hábito de superestimar nossos treinadores, atribuindo-lhes méritos e importâncias que costumam ser desmascarados logo ali adiante. Mas é bacana ver o sucesso dos poucos – como Marcelo Oliveira, treinador do Cruzeiro – que não se comportam como gênios da raça, e sim feito gente comum. 

O futebol carioca torcendo contra ele mesmo
questões do futebol

O futebol carioca torcendo contra ele mesmo

As rivalidades locais são imprescindíveis para o nascimento e a engorda da paixão pelo futebol, mas me surpreende e preocupa como, de algum tempo para cá, os torcedores cariocas têm buscado a felicidade menos nas glórias de seus clubes e mais nos infortúnios alheios. Nada contra o bom humor, a gozação, a tiração de onda, a carioquice. Mas acho que falta a nós, torcedores, olhar com mais rigor para o que cada um dos nossos clubes tem feito com a sua história, e elevar o padrão de exigência.

Hinchada à brasileira
questões do futebol

Hinchada à brasileira

Na década de sessenta o Bangu tinha um grande time, totalmente bancado pelo bicheiro Castor de Andrade. Castor era, também, o mandachuva da Mocidade Independente de Padre Miguel, que durante muito tempo contou com a melhor bateria entre todas as escolas de samba do Rio de Janeiro. Questões policiais à parte, o resultado desse duplo comando do capo da Zona Oeste era que os jogos do Bangu no Maracanã viravam espetáculos inesquecíveis. Em campo, time excelente; na arquibancada, batida da melhor qualidade.

A noite em que o Brasil descobriu o futebol das Minas Gerais
questões do futebol

A noite em que o Brasil descobriu o futebol das Minas Gerais

Santos e Cruzeiro definem hoje quem vai à final da Copa do Brasil. Pelo jeitão dos dois times deve dar bom jogo, mas sem a menor chance de ter a mesma importância de outro Santos e Cruzeiro, acontecido há 48 anos. 

Substituição no futebol brasileiro: sai o talento, entra a correria
questões do futebol

Substituição no futebol brasileiro: sai o talento, entra a correria

Raul, Toninho Baiano, Osmar, Luisinho e Júnior; Cerezo, Carpegiani e Zico; Tita, Reinaldo e Éder. Essa é uma das escalações que poderiam ser feitas combinando os jogadores de Flamengo e Atlético Mineiro que entraram em campo no dia 1º de junho de 1980, no Maracanã, para decidir o Campeonato Brasileiro. Esses onze caras defenderam a nossa seleção e oito deles disputaram Copa do Mundo.