Festival Piauí GloboNews de jornalismo

“Editores eram respeitosos demais com a Igreja”, diz Walter Robinson

11nov2016_17h41


Walter Robinson comandou a equipe do Boston Globe que investigou casos de pedofilia na Igreja Católica. O trabalho deu origem ao filme Spotlight, ganhador do Oscar. Robinson ​conversou com Bernardo Esteves, da revista piauí, e Renata Lo Prete, da GloboNews.

Depois da publicação dos primeiros casos de pedofilia, no início de 2002, a redação do Boston Globe passou a receber e-mails de todas as partes do mundo relatando outras ocorrências. “Só em Boston recebemos telefonemas de mais de 300 vítimas. As pessoas queriam contar sua história. Varias dessas vítimas achavam que aquilo só tinha acontecido com elas, aquela tragédia era só elas. Eu mesmo atendi o telefonema de um homem 87 anos que nunca havia contado que tinha sido estuprado por um padre aos 12 anos. Jamais falara do assunto com ninguém nos últimos 75 anos.”

A Igreja tomou a defensiva. “Publicamos mais de 600 matérias. Foram mais ou menos 20 meses de trabalho. O arcebisbo de Boston foi exilado. Quase nenhum bispo ou cardeal sofreu punições severas.”

Robinson sublinhou a importância de uma decisão judicial que lhes garantiu acesso aos documentos da igreja. “Um advogado fez uma moção para acessar esses arquivos. Uma juíza, católica, decidiu a nosso favor. Isso acabou abrindo um precedente. Em todos os outros casos, tivemos acesso aos documentos pessoais dos padres. Os documentos deixaram claro que principal objetivo da Igreja era manter isso em segredo.”



No começo da investigação, a equipe do Boston Globe trabalhou sigilosamente. “A gente tentou manter segredo em nossa própria redação. Mas o cardeal descobriu a investigação em dias. E me ligou. Eu disse que estava fazendo uma reportagem e, quando fosse a hora certa, ia entrar em contato.”

 

Veja também

Walter Robinson comenta as denúncias de pedofilia que inspiraram Spotlight

A íntegra da conversa

Leia Também

Últimas Mais Lidas

Acompanhe a transmissão ao vivo da segunda Maratona Piauí CBN de Podcast

Encontro está sendo transmitido em áudio e em vídeo nos sites e redes sociais da piauí e da CBN

A história e os bastidores do Foro de Teresina

Apresentadores relembram início do programa, que completa um ano esta semana

Conteúdo patrocinado e anunciantes estão entre os principais modelos de financiamento

Diretor da CBN diz que programas em áudio são caminho para formar novos ouvintes

Interação com o público ajuda a ganhar e manter audiência

Fidelidade de ouvintes pode se transformar em financiamento coletivo e ajudar a manter podcasts

Os desafios e a rotina de contar histórias em podcast

Roteiro capaz de amarrar narrativas é segredo para um bom programa; dificuldade de financiamento é cotidiana

Mais textos
1

A morte e a morte

Jair Bolsonaro entre o gozo e o tédio

2

Na piauí_166

A capa e os destaques da revista de julho

3

PCC veste branco

Traficante da facção usou 38 clínicas médicas e odontológicas para lavar dinheiro, comprar insumos para o tráfico e socorrer “irmãos” baleados

4

O desmanche de Witzel

Um depoimento exclusivo denuncia os elos ocultos entre o governo de Witzel e as milícias

5

A solidão de rambo

Suspeitas de corrupção e conluio com as milícias desmontam Wilson Witzel

6

Chumbo grosso no Ministério Público 

Bloqueio de bens na Suíça, delação premiada contra Moro e interferência na PF acirram guerra entre a Lava Jato e a Procuradoria-Geral da República

7

Tudo acaba em barro

Um coveiro em Manaus conta seu cotidiano durante a pandemia

8

Contra a besta-fera

A luta dos cientistas brasileiros para combater o vírus é dura – vai de propaganda enganosa a ameaça de morte

9

A droga da desinformação

Publicações falsas ou enganosas sobre remédios sem efeito comprovado contra Covid-19 são um terço das verificações do Comprova no último mês

10

Foro de Teresina #107: As guerras surdas de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana