Festival Piauí GloboNews de jornalismo

festival 2015 | Franklin Foer e a tensão entre jornalismo de profundidade e busca por cliques

17nov2015_20h49
Foto: Tuca Vieira
Foto: Tuca Vieira

O segundo dia do Festival Piauí Globo News de Jornalismo (domingo, 11 de outubro) abriu com o jornalista e escritor Franklin Foer. A mesa foi mediada pelo repórter de piauí, Bernardo Esteves, e pelo jornalista Ricardo Gandour, de O Estado de S.Paulo.

A conversa teve início com perguntas sobre a renúncia de Foer ao cargo de editor da revista quinzenal The New Republic (TNR) – publicação progressista, centenária, que vem sofrendo transformações profundas desde que foi comprada por Chris Hughes, cofundador do Facebook. O executivo Guy Vidra deixou o Yahoo para se tornar CEO da TNR e chegou com uma bagagem que incluía elementos da cultura do Vale do Silício. O choque entre os dois mundos – o jornalismo de profundidade e a busca por cliques – tornou insustentável a permanência de Foer: “O Vale do Silício acredita, entre outras coisas, na quantificação de dados para medir o sucesso de um conteúdo: se você não consegue aferir o sucesso, isso significa que você não tem sucesso. Quando dispomos de padrões, tendemos a repetir a mesma fórmula sempre. O tráfego na internet é como a heroína: é impossível parar a partir do momento em que se experimenta. Todos ficam analisando dados e impondo essa cultura quantitativa. É preciso resistir”, disse Foer.

Foer também criticou a ausência de regras para cercear o monopólio criado por corporações como Amazon, Google e Facebook. “Google, Facebook e Amazon são as empresas mais poderosas do mundo: eles controlam as informações. Nós nos deixamos seduzir pelo poder da tecnologia e não nos perguntamos mais como isso vai nos afetar. Ficamos cegos. Temo que entremos num mundo em que o monopólio seja inevitável e esmague a diversidade.”

Leia Também

Últimas Mais Lidas

Acompanhe a transmissão ao vivo da segunda Maratona Piauí CBN de Podcast

Encontro está sendo transmitido em áudio e em vídeo nos sites e redes sociais da piauí e da CBN

A história e os bastidores do Foro de Teresina

Apresentadores relembram início do programa, que completa um ano esta semana

Conteúdo patrocinado e anunciantes estão entre os principais modelos de financiamento

Diretor da CBN diz que programas em áudio são caminho para formar novos ouvintes

Interação com o público ajuda a ganhar e manter audiência

Fidelidade de ouvintes pode se transformar em financiamento coletivo e ajudar a manter podcasts

Os desafios e a rotina de contar histórias em podcast

Roteiro capaz de amarrar narrativas é segredo para um bom programa; dificuldade de financiamento é cotidiana

Mais textos
4

A dupla exclusão

Como a quarentena joga luz sobre as crises do clima e das cidades

5

O jogo dos dois erros

Por que Bolsonaro se equivoca ao minimizar a pandemia e ao tentar se eximir da crise econômica

6

De braços cruzados na Guanabara

Sem renda na pandemia, guias de turismo dependem de cestas básicas para sobreviver

7

O caseiro

De como todos os poderes da República - Executivo, Legislativo, Judiciário, polícia, imprensa, governo, oposição - moeram Francenildo dos Santos Costa

9

120 batimentos por minuto, o corpo individual e coletivo em ação

Filme sobre grupo de militância contra HIV causa poderosa impressão de autenticidade documental e ganha força ao individualizar personagens

10

A voz chegou à praça…

A erupção que abalou o mundo árabe e a história dando um de seus saltos mais singulares