=igualdades

Há quatro vezes mais homens brancos que negros entre delegados da PF e cinco vezes mais entre auditores da Receita Federal

Homens brancos são 61,6% dos delegados da PF e 57,2% dos auditores da Receita. Já os homens negros são apenas 17,1% e 11,6%, respectivamente

Hellen Guimarães e Renata Buono
03set2021_17h00

Quando a análise foca em algumas carreiras específicas, com maior remuneração inicial e maior número de servidores, a predominância é masculina. O maior percentual de homens está nos cargos de delegado/a da Polícia Federal (84,5%), e o menor, no de professor/a do magistério superior (54,9%).

As desigualdades raciais, porém, persistem: homens brancos são 61,6% dos delegados da PF e 57,2% dos auditores da receita federal. Já os homens negros são apenas 17,1% e 11,6%, respectivamente.

Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)

Hellen Guimarães (siga @HellenGuimaraes no Twitter)

Repórter da piauí. Trabalhou em O Globo, Extra, Época e Agência Lupa

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

Leia também

Últimas

O mantra do negacionismo namastê

Praticantes de um estilo de vida supostamente saudável recorrem à desinformação e recusam a vacina

A única semelhança

Cientista de dados negro, preso por engano no Rio depois de reconhecimento por foto, narra os dias no cárcere e a dificuldade para ser solto

Nos erros de reconhecimento facial, um “caso isolado” atrás do outro

Presos por engano, cientista de dados, mototaxista e motorista têm algo mais em comum: são negros

Foro de Teresina #169: O vírus mal-disfarçado do bolsonarismo

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Na crise climática, Congresso tira o corpo fora

Metade dos parlamentares se diz muito preocupada com o meio ambiente no Brasil, mas só 7% acham que seus colegas têm o mesmo interesse; maioria atribui a crise ao governo

Mais textos