The Piauí Herald The Piauí Herald

Por Roberto Kaz e Afonso Cappellaro (sob a supervisão do jornalista Olegário Ribamar)

Após desaceleração do Flamengo, Copom reduz taxa de juros

01set2011_15h48

GÁVEA – Após se manter invicto durante 16 rodadas do Campeonato Brasileiro, o Flamengo caiu de produção e não vence há 5 jogos. "A desvalorização dos títulos públicos americanos, a situação alarmante na Europa e esse fuzuê na Líbia afetaram profundamente a nossa estabilidade. Somado a isso, não conseguimos entrar em campo com a tranquilidade necessária sabendo que o Jorge Vercillo está prestes a lançar um novo CD e que o Oswaldo Montenegro ainda não desistiu de compor. Reconheço que ficamos vulneráveis", defendeu-se Wanderley Luxemburgo.

Analistas internacionais já haviam mostrado cautela após a convocação de Ronaldinho Gaúcho para a seleção. "A sobrevalorização da imprensa no que diz respeito ao desempenho do jogador deixou muitos especuladores desconfiados e os papéis do Flamengo começaram a sofrer um ataque especulativo ", escreveu Juca Kfouri, comentarista da Standard & Poor’s Brasil.

Para que a desvalorização não afete as commodities corintianas, o líder da Gaviões da Fiel Dedé Sancho reuniu o presidente Lula, São Jorge e Biro Biro para uma reunião de emergência. No final do dia, a CBF havia reduzido a taxa de juros em meio ponto percentual. Ao saber que Patricia Amorim, presidente do Flamengo, declarara que a redução lhe parecera tímida, Ricardo Teixeira respondeu: “Caguei. Caguei montão.”

Leia também:

Patrícia Amorim ganha Nobel de Economia

Muricy pede adiamento dos jogos do Santos para 2012

Cristiane Pelajo é ouro nos 50m peito

Neymar cita barroco mineiro como maior influência no seu futebol

Manequinho é autuado pelo Choque de Ordem

Arquivo
  • 2021
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.