The Piauí Herald The Piauí Herald

Por Roberto Kaz e Afonso Cappellaro (sob a supervisão do jornalista Olegário Ribamar)

Depois de ler obra de Chalita, Deus vira ateu

18jan2012_19h30

Providência do Amor, “tu é órfão. A boa notícia é que você pode meter a cara naquela maçã. Eu não tenho mais nada a ver com isso.”

PARAÍSO – Após passar os últimos dois milênios esforçando-se para terminar a leitura das obras completas de Gabriel Chalita, foi com pesar que o Altíssimo reuniu o Seu círculo mais íntimo para confessar que já não acreditava mais em Si mesmo. “São tantas as razões”, suspirou o Misericordioso, pedindo para que, doravante, ninguém mais grafe o Seu nome em letras maiúsculas, pois “não faz mais sentido”. O pedido é extensivo a alcunhas e pronomes retos e oblíquos.

Temendo demissões em grande escala, a corte celeste pediu para Jesus interceder. “Por que, ó Pai?!”, perguntou o Nazareno. “Pra início de conversa, para com essa história de pai que você é filho de José mesmo”, respondeu o Divino Arquiteto, “eu não sou capaz daquilo tudo não”. Como Jesus protestasse, A Bondade Sempiterna deu uma talagada de Drury’s, tirou o palito da boca e explicou: “De tanto falarem que eu fiz o universo em sete dias, acabei acreditando. Estava tudo bem quando resolvi pegar Mulheres de Água, pois tinham me dito que era muito a Meu favor. Levei dois meses pra acabar, e olha que o livro não chega a cem páginas, com aquelas letronas grandes que ajudam.”

Segunda a Essência Primeira, os próximos 37 livros de Chalita, os quais representam 2.6% da obra publicada, Lhe tomaram outros setecentos anos. “Vocês devem ter reparado”, lamentou-Se a uma hoste de serafins: “Houve a Peste Negra, a invasão dos bárbaros, a Inquisição, o terremoto de Lisboa, os Gulags, o III Reich, a guerra da Biafra, o lançamento do primeiro disco de Jorge Vercillo. A leitura era tão penosa que eu me distraí.”



E não foi só. Por mais que lesse e relesse, o Arquiteto Universal não compreendeu a trama de O Último Pinguim Feliz. Confundiu-se comA Ética do Rei Menino. A onisciência esfacelou-se ao constatar, com dor, que O Sol Depois da Chuva lhe era completamente impenetrável. Com tristeza, sentou-se à beira de uma nuvem e chorou o fim da onipotência ao admitir que era incapaz de salvar o idioma português da humilhação de O Semeador. Na metade de Educação – A Solução Está no Afeto, entrou em contato com Jeová, Deus do Antigo Testamento, e implorou para que Este voltasse à ativa, reatualizando o valor pedagógico das pestilências, terremotos e raios de fogo.

“Tudo não passou de uma farsa. Agora liberou geral. Se quiserem continuar nessa vida, abram banquinhas de astrólogo ou consultórios de homeopatia”, concluiu a Suma Perfeição. Jesus ainda tentou protestar, mas foi interrompido asperamente. “Vê-se que você desconhece a obra chalitense. Tome aqui: Caminhando com Jesus. Depois daqueles pregos nos pés?”O chiste casou grande hilaridade entre anjos e santos. E como o clima era de galhofa e nada mais havia a fazer, saíram todos gargalhando feito sátiros.

O arcanjo Gabriel avisou que o céu será cedido a um shopping.  

Leia também

Anjos exigem de Deus mesmo tratamento de base aliada

Deus fará recall de besouro

Lula negociará fim do pecado original

Biografia oficial revela que Sarney é santo

Arquivo
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.