Número de cargos do PMDB ultrapassa população do Chile

16mar2012_15h21

CAPITANIAS HEREDITÁRIAS – O Partido pela Multiplicação de Diretorias Bananeiras (PMDB) organizou uma convenção no Maracanãzinho para festejar seu crescimento e exaltar sua contribuição ao desenvolvimento nacional. No balanço de fevereiro, entre ministros, parlamentares e assessores comissionados, o partido atingiu a marca de 20 milhões de pessoas empregadas na máquina estatal, ultrapassando a população do Chile. Estudos do IBGE mostraram que as taxas de crescimento do PMDB superam o PIB chinês em 25%. Estima-se que em três décadas a sigla aglomerará mais pessoas do que a Estação da Sé.

"Não há mais espaço para o capitalismo ou o comunismo. O único modelo que deu certo foi o patrimonialismo-fisiológico-hereditário", discursou o Grande Líder, José Sarney, que prosseguiu: "No século XX, os Estados Unidos provocaram guerras para expandir o capitalismo. Do outro lado, a União Soviética sacrificou milhões de vidas pelo comunismo. É a vez do fisiologismo moreno!", explicou enquanto exibia um projeto de planejamento familiar para garantir cargos comissionados a oito gerações de maranhenses com bigodes.

Em seguida, Sarney declarou guerra à Bolívia, ao Peru e ao Suriname. "Fizemos um mapeamento dos países vizinhos que mais têm cargos e diretorias em estatais", explicou o matemático Oswald Calheiros. Em momento cívico, José Sarney ergueu o braço direito e bradou: "Diretorias ou morte!".

Leia também

Dilma cria Ministério da Sesta

Dilma criará Bolsa-Ministro

PT aprova existência de Deus

PMDB pleiteia Oscar de coadjuvante

PMDB exige indicar próximo Chico Buarque

Arquivo
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.