Demóstenes assina contrato e vai gravar CD

08ago2012_16h06

PIANTELLA – Animado com a reação efusiva da plateia à sua apresentação como crooner num restaurante da capital federal, Demóstenes Torres a certa altura montou na mesa e cantou com voz de barítono: “Eu não sou cachorro, nãããoooo!!!”. O sucesso foi tamanho que o ex-senador anunciou em coletiva à imprensa que já prepara seu primeiro CD, a ser lançado este ano.

O disco vai sair pelo selo Delta, marcando a estreia da empreiteira no mercado fonográfico. Os custos da produção, porém, serão obtidos através de emenda parlamentar que prevê o repasse de verbas do Ministério da Pesca para a construtora, em razão do “óbvio interesse do projeto para o desenvolvimento cultural do país”. A assessoria de imprensa do Congresso informou que o encarte será impresso na gráfica do Senado, em “estilo sóbrio e recatado”, como convém à Casa.

Demóstenes faz mistério quanto ao repertório do CD. Uma coisa, porém, está decidida: a primeira música será “Caçador de Mim”, de Milton Nascimento. Em ensaios secretos, o ex-senador chegou às lágrimas ao entoar os versos “Longe se vai/ Sonhando demais/ Mas onde se chega assim?”.

Nos corredores do Congresso, dá-se por certo que o disco incluirá ainda interpretações de “Amigo”, de Roberto e Erasmo, “Cachoeira”, de Francis Hime, “Tente outra vez”, de Raul Seixas e Paulo Coelho, e “Começar de Novo”, de Ivan Lins e Victor Martins.

O meio musical acolheu o novo colega com entusiasmo. Demóstenes está sendo estimulado inclusive a gravar a “Marcha do Barrigudinho” a fim de animar o Carnaval brasiliense, sempre tão injustiçado. O ex-senador, no entanto, disse não se identificar com os versos “O homem pode ser careca/ Baixinho e barrigudo/ Mas, se tiver dinheiro,/Ele está com tudo”. “Não sou barrigudinho”, reagiu, indignado, lembrando que se submeteu à cirurgia de redução do estômago justamente para evitar esse tipo de difamação e constrangimento.

Os cantores sertanejos Zezé di Camargo e Luciano disseram que o ex-senador deveria fazer jus às raízes goianas e lançar logo a dupla sertaneja Demóstenes & Cachoeira. De São Paulo, Roberto Justus enviou um telegrama propondo um dueto no CD de estreia do ex-senador.

A faixa bônus do CD será uma releitura do clássico “A Gente Somos Inútil”.

Leia também:

Demóstenes investigará Demóstenes

Purgatório definirá suplente de suplente de Demóstenes

Arquivo
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.