The Piauí Herald The Piauí Herald

Por Roberto Kaz e Afonso Cappellaro (sob a supervisão do jornalista Olegário Ribamar)

Mídia defende controle social de José Dirceu

06fev2013_19h21

ROSEBUD – Revoltados com o tratamento que o comunista José Dirceu vem dando ao julgamento do mensalão, representantes dos principais conglomerados de mídia do país anunciaram que defenderão o controle social do petista. "O povo brasileiro não pode ser submetido indiscriminadamente ao sotaque interiorano", pontuou Roberto Irineu Marinho, presidente das organizações Globo.

Blogueiros de chapéu panamá, colunistas e neurocientistas do PIG, atores de Malhação e radicais de centro gravaram um vídeo defendendo a criação de um órgão para controlar a vida social dos condenados do mensalão. "No Rio de Janeiro em que eu vivi, comunistas vagavam livremente por Ipanema ao som da Bossa Nova. Nós, os babacas, vidrados nas pernas de Norma Benguell, nos politizamos às avessas. Deu no que deu", disse Arnaldo Jabor, tendo o Arpoador ao fundo.

Em seguida, Merval Pereira, Ronaldo Amoedo, Silas Malafaia e Luiz Felipe Pondé convocaram os defensores da democracia para uma Marcha com Deus pela Liberdade de Imprensa. "Não podemos permitir que nossa palavra seja cerceada por aqueles que detêm o monopólio do fisiologismo", disse Amoedo. Malafaia praguejou contra a união civil de comunistas da mesma linha teórica. E Pondé desasbafou: "O PT e os índios são a saúva do Brasil".

Em defesa de José Dirceu, Paulo Henrique Amorim passou a apresentar Domingo Espetacular com sotaque de Passa-Quatro e o hebdomadário oficial mudou seu nome para Carta Capital, Uai.

Leia também

Dilma distribui abadás para a base aliada

Rafinha Bastos faz piada com José Dirceu e é condenado a prisão perpétua

José Dirceu pede anistia ampla, geral e irrestrita

Lance Armstrong revela que José Dirceu controlava esquema de doping

Arquivo
  • 2021
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.