The Piauí Herald The Piauí Herald

Por Roberto Kaz e Afonso Cappellaro (sob a supervisão do jornalista Olegário Ribamar)

Dilma pleiteia Oscar de melhor roteiro adaptado

21fev2013_14h50

Representando o povo brasileiro, Patati e Patatá encerraram a festa

HOLLYWOOD – Em discurso emocionado na festa de 10 anos do PT, a presidenta Dilma Rousseff exigiu reconhecimento pelos feitos de seu governo. "Já são dois anos de governo. Rebatizei alguns dos velhos programas sociais do Lula. Trouxe de volta as privatizações do FHC, chamando-as de concessões. Tomei a boa e consagrada estabilidade econômica e a deixei um pouco mais frouxa, mais solta, mais irresponsável. Dos militares, recuperei o princípio de um BNDES atuante que injeta fortunas em empresários que se enrolam na bandeira nacional. E, no momento, além de reeditar o apagão, pretendo que o Brasil volte a depender do petróleo importado. Faço tudo isso e a Academia sequer me considera para a categoria de Melhor Roteiro Adaptado?" Após uma pausa dramática, desabafou: "Isso a  não fala!".

Após Dilma discursar, foi a vez do animador da festa assumir o comando. "Hoje tem marmelada?", gritou Lula, apontando para José Dirceu. Em seguida, completou: "E o Kassab, o que é?" O auditório explodiu numa sonora gargalhada, enquanto o PMDB aproveitava para assumir o comando do bufê.

A nota feliz veio quando todos já se aprontavam para sair. Em mensagem no Twitter, o ministro Guido Mantega anunciou que suas projeções econômicas receberam o Prêmio Especial do Júri do Festival Internacional de Ficção Científica de Davos. Mantega também informou que o desempenho do PIB brasileiro concorre à categoria de Melhor Filme Desastre na Mostra Audiovisual dos BRICs.

Nos bastidores, Dilma mostrou-se chateada por também não ter sido lembrada para Melhor Topete Original.

Leia também

PMDB pleiteia Oscar de coadjuvante

Arquivo
  • 2021
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.