The Piauí Herald The Piauí Herald

Por Roberto Kaz e Afonso Cappellaro (sob a supervisão do jornalista Olegário Ribamar)

Décadence avec Élégance​​, de Lobão, é a nova música de abertura do Roda Viva

24nov2016_18h44

FIESP – Ao saber do veto da canção do programa Roda Viva por Chico Buarque, o líder eternamente estudantil Augusto Nunes subiu num caixote Swarovski para denunciar as arbitrariedades e a opressão do regime bolivariano. “Verba volant, scripta manent”, discursou. Em seguida, sua voz foi tomada por uma estranha e grave rouquidão. Nunes tentou prosseguir, mas acabou solicitando uma pastilha. Com a garganta plenamente desbloqueada, completou, como se estivesse recitando versos: “O Brasil? Pacificá-lo-ei”.

Determinado, Augusto Nunes reuniu correligionários no diretório estadual do Terraço Itália para realizar uma votação democrática. “Companheiros, temos cinco opções de música para a trilha de abertura do programa. Décadence avec Élégance, com o vate Lobão; My Way, na emblemática interpretação de Roberto Justus; Este é um país que vai pra frente, com Luiz Felipe Pondé e a Banda Veneno; Eu sou terrível, com Luiz Fux; ou um coro de pessoas de bem, que pagam seus impostos em dia, entoando ‘Eu sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor’.” Por unanimidade, a última resposta foi a escolhida, mas Nunes acabou adotando a canção de Lobão.

O líder estudantil afirmou ainda que pretende trocar o nome do programa para “Amá-lo-ei ou Deixá-lo-ei”.

Arquivo
  • 2021
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.