Charles Cosac decreta falência da Biblioteca Mário de Andrade

12jan2017_10h17

SÃO PAULO – Recém-nomeado diretor da Biblioteca Mário de Andrade, a segunda maior do país, Charles Cosac decretou a falência da instituição em seu primeiro despacho, publicado em latim no Diário Oficial da Cidade de São Paulo e depositado sob a forma de livro-objeto na encruzilhada da avenida São Luiz com a rua da Consolação.

A Secretaria Municipal da Fazenda, no entanto, emitiu nota atestando a saúde financeira da instituição. Cosac rebateu com um manifesto escrito a mão, em papel manteiga, e intitulado Há uma Gota de Sangue em Cada Mesquinharia. Nele, o editor e dândi justifica a decretação da falência como “condição fundamental para que se possa administrar a biblioteca com sofisticação”.

O prefeito João Doria, que gosta de tudo que é chique, está propenso a concordar com Cosac.

Arquivo
  • 2021
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.